POR Naiara Souza, 09 ago 2013, 16H41

História do Campus

Valença-Bahia

Valença-Bahia

O Departamento de Educação do Campus XV é uma das unidades universitárias integradas à UNEB, situada na cidade de Valença-Bahia, a 264 km de Salvador.A área considerada de influência direta deste Departamento é formada pelos municípios de Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Camamu, Piraí do Norte, Gandu, Tancredo Neves, entre outras. Constitui uma região que é limitada ao Norte com o Recôncavo Baiano, no meio Norte e a Oeste com Jequié, Oeste e Sul, com a região cacaueira e, a Leste, com o Oceano Atlântico, possuindo uma superfície total de 7.954,00 km².

Espaço físico do Centro de Educação Federal Tecnológica (CEFET) - Primeira sede da UNEB em Valença

Espaço físico do Centro de Educação Federal Tecnológica (CEFET) - Primeira sede da UNEB em Valença

Este Departamento originou-se do Centro de Ensino Superior de Valença – CESVA. O referido Centro, por sua vez, foi criada pela Lei Estadual nº 6.676, de 10 de setembro de 1994, como uma unidade de ensino da Universidade do Estado da Bahia, nos termos prescritos pela lei delegada nº 66/83, sendo assim o resultado de uma luta de entidades organizadas e da sociedade civil para conquistar a implantação de uma Instituição de Ensino Superior, objetivando desenvolver políticas educacionais que resgatassem a qualidade do ensino e recuperasse a credibilidade na educação pública. Em abril do ano de 1997, a UNEB foi a primeira instituição de ensino superior a se fixar na região, ainda como Centro de Ensino Superior de Valença (CESVA). Durante os oito anos seguintes, funcionou no espaço físico do Centro de Educação Federal Tecnológica (CEFET).

Prédio do antigo Colégio Paulo Freire - Segunda sede da UNEB em Valença

Prédio do antigo Colégio Paulo Freire - Segunda sede da UNEB em Valença

Na passagem de 2005 para 2006, não concluída a construção da histórica sede própria do Departamento em Valença, a UNEB passou a funcionar no o prédio do antigo Colégio Paulo Freire, situado na Rua Cecília Meireles, s/n, Centro.
Inicialmente, o Campus XV ofereceu o curso de Pedagogia com habilitação na Escola e na Empresa – curso este passou por uma reformulação curricular, dando lugar ao curso de Pedagogia com ênfase em Gestão Educacional. Trata-se de um marco extremamente significativo para inúmeras gerações que viram frustrados seus sonhos de continuidade de estudos na Região. Quantos vocacionados para a educação, por falta de recursos financeiros capazes de proporcionar estudos em outros municípios, foram impelidos a outros setores? O empenho de todas estas pessoas que nos precederam possibilitou uma década de universidade pública em Valença. O genial Fernando Pessoa, sob o heterônimo de Álvaro de Campos, em sua “Ode triunfal”, nos diz: “Canto, e canto o presente, e também o passado e o futuro,/ Porque o presente é todo o passado e todo o futuro”. Muitos, ainda hoje, lutam cotidianamente para honrar um ideal que permanece vivo. Há, dentro do Campus XV da UNEB, a herança de inúmeras gerações comprometidas com a melhoria da educação; empenho existente muito antes do Campus XV, muito antes da própria criação da UNEB. O Curso de Pedagogia abriu os horizontes de muitos e teve a feliz experiência de formar a sua primeira turma no ano de 2002.
No ano de 1999, a UNEB, a nossa Universidade, em iniciativa de notável impacto no contexto educacional baiano, firmou parceria com diversas prefeituras da região para sediar o Programa de Licenciatura Plena em Pedagogia, com habilitação nas séries iniciais do ensino fundamental, amplamente conhecido como REDE UNEB 2000. Por meio deste, a UNEB, além de atender às exigências legais propostas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei n.º 9.394/96 – que prevê a graduação superior para todos os profissionais atuantes na educação –, enfatiza um dos seus objetivos: a interiorização do ensino superior.
Coerente com o seu passado, objetivando diversificar a oferta de cursos no Baixo Sul baiano, no ano de 2005, foi implantado o curso de Direito em Valença. De acordo com dados divulgados, em 2005, pelo MEC, o Brasil está entre os países onde as instituições privadas de ensino têm um papel mais destacado na prestação de serviços educacionais de ensino superior. Impende salientar: o Brasil está entre os 5 (cinco) países com maiores percentuais de vagas de ensino superior prestadas por instituições privadas. Considerando os elevados índices de concentração de renda do país, nota-se as conseqüências sociais deste quadro e, particularmente, a importância do aumento das vagas oferecidas por instituições públicas – como desenvolvido pela UNEB – para o cumprimento do objetivo constitucional de “erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais” (Constituição Federal, art. 3º, III). A diminuição da rede pública de educação tem um nítido efeito excludente. Por essas razões, nota-se o quanto, mais uma vez, a UNEB atende a uma demanda há muito sentida.
Ao longo desses anos, o Departamento de Educação vem desenvolvendo importantes atividades no Baixo Sul. Projetos de pesquisa e de extensão, assessoria à prefeituras, diversos cursos de extensões e oficinas variadas para toda a comunidade têm contribuído para uma melhor qualificação técnica e ética dos cidadãos.
Não podemos esquecer, ao enfatizar o compromisso histórico da UNEB com a transformação das condições de vida da população baiana, a sua iniciativa pioneira no Norte-Nordeste: implantar o sistema de cotas para estudantes afro-descendentes, que tenham cursado o ensino médio em escola pública. Este sistema de vanguarda no contexto das universidades brasileiras foi adotado desde 2003. Desde então, a experiência tem sido debatida e difundida no cenário nacional.
Impossível deixar de mencionar, igualmente, o fato de o incremento da educação superior repercutir nos demais níveis de ensino da Região. Uma formação mais ampla para os estudantes do Campus beneficiado com a oferta de um novo curso não se exaure nos seus próprios alunos. A multiplicidade de cursos permite o aumento de disciplinas oferecidas e de eventos realizados na Universidade promovidos por seus próprios docentes – o que favorece o desenvolvimento de estudos multidisciplinares e reduz custos; facilita-se o desenvolvimento de linhas de pesquisa com múltiplos enfoques; atende às demandas específicas de professores do ensino fundamental, médio, superior e pesquisadores sem formação na área jurídica. Tudo isso permite uma repercussão maior das atividades desenvolvidas pela Universidade junto à sociedade – o que favorece o atendimento ótimo da função social da instituição.
A UNEB, Campus XV, em síntese, é de fundamental importância na construção de uma nova visão de educação em toda região do Baixo Sul. Sua atuação abrange as diversas cidades e distritos que formam esse território. Além disso, sem dificuldade, podemos encontrar estudantes de Feira de Santana, Gandu, Santo Antonio de Jesus, entre outras cidades.

Referências:
SABINO, P. A. L.; MACHADO, M. Campus XV da UNEB/Valença: uma década redimensionando a educação no Baixo Sul. Jornal Acadêmico da UNEB, 2° ed, 2007.
Projeto de reconhecimento do curso de Direito.

Em Destaque