POR malcantara, 04 dez 2017, 16H57

Mesa redonda: Violência, quem te gerou? 11 de dezembro. Confira as fotos!

Na sua segunda edição, a Série Diálogos com a PROEX, trouxe para a mesa de discussões o fenômeno da violência contra as mulheres. Violência, quem te gerou? A mesa redonda aconteceu no dia 11 de dezembro, no auditório da CERB e esteve composta pela assistente social e doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo/UFBA, Sra. Maria Asenate Conceição Franco; a analista jurídico do Ministério Público do Estado da Bahia, Sra. Marli Mateus; o defensor público do Estado da Bahia, Dr. Rodrigo Assis Alves; o coordenador geral do Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidades (CRDH/UNEB), Professor José Cláudio Rocha; a Pró-Reitora de Ações Afirmativas (PROAF/UNEB), Professora Amélia Tereza Santa Rosa Maraux; e a mediadora, a Pró-Reitora de Extensão (PROEX/UNEB), Professora Maria Celeste Castro.

Os palestrantes trouxeram para o debate dados estatísticos, informações extraídas de pesquisas acadêmicas e de experiências com comunidades marcadas pelas mais variadas expressões de violência doméstica, sexual, psicológica e patrimonial. Foram evidenciadas as raízes históricas de nossa violência, oriundas de um patriarcado que determinou a supremacia masculina, e pela escravidão, quando reafirmou o racismo. Também, como pano de fundo deste teatro de horror, um modelo econômico que reproduz e alimenta a assimetria no acesso à informação, sustentando a exclusão e delimitando os espaços entre pobres e ricos, entre pretos e brancos, entre homens e mulheres. Contra essa violência covarde e perversa, precisamos construir formas de enfrentamento que se mostrem competente e eficiente. Essa mesa aponta a urgência de alianças entre instituições como a universidade, o Ministério Público, a Defensoria Pública e demais organismos no sentido de efetivar ações coletivas de combate e de reparação em favor dessas mulheres, vítimas históricas desse flagelo.

Violencia quem te gerou-Cartaz

dialogos_violencia_1dialogos_violencia_2dialogos_violencia_3dialogos_violencia_4dialogos_violencia_5dialogos_violencia_6




Envie uma mensagem: