POR malcantara, 14 nov 2017, 15H13

II ENINEPE: Conferência de abertura promove reflexão sobre ética na universidade

Repórter: Danilo Oliveira/Ascom   | Postado por: Danilo Oliveira às 17:35 hrs

A conferência proferida pelo pesquisador Anibal Gil Lopes e coordenada pela pró-reitora (PPG), Tânia Hetkowski

“A ciência não é só a busca pela verdade, mas é também o viver verdadeiro. É o compromisso com a verdade. Quem não tem esse compromisso e está querendo fazer iniciação científica, arrumar emprego como pesquisador por razões econômicas, deve perceber que o nosso país ensina que o que dá dinheiro não é isso”.

Assim, com um discurso contundente, o pesquisador Anibal Gil Lopes, da Universidade Camilo Castelo Branco (Unicastelo), proferiu a conferência de abertura do II Encontro Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão (ENINEPE) da UNEB, na manhã de hoje (24), no Campus I da instituição, em Salvador.

Anibal: “A ciência não é só a busca pela verdade, mas é também o viver verdadeiro”

Para o conferencista, é essencial que a ciência seja iniciada pela contemplação, siga para o interrogatório pessoal do pesquisador, que deve despertar a curiosidade e gerar dúvidas sobre algum fenômeno, de qualquer natureza. Após esse processo, a busca deve ser pela metodologia adequada para responder à pergunta criada.

“Muitas vezes falamos em plágio textual, mas o plágio que mais existe é a reutilização de metodologias em situações que não são exatamente iguais, sem a devida reflexão e entendimento daquilo que se faz. Nesse caso não existe plágio no sentido ético, mas existe a incapacidade científica”, ressaltou Anibal.

O professor, que já fez parte dos quadros docentes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj), prosseguiu com orientações, sobretudo, para os jovens pesquisadores.

“Se queremos ser pessoas do saber, temos que em primeiro lugar jogar fora a presunção e termos a humildade de aprender, de ouvir, de observar e de duvidar. Desejo que a nossa vida acadêmica possa nos levar, cada vez mais, à constatação das nossas limitações, da necessidade do compartilhar e de termos relações científicas profundas”, destacou o pesquisador.

A atividade foi prestigiada por gestores da universidade, professores e estudantes de cursos de graduação e de programas de pós-graduação ofertados pela instituição em seus campi, na capital e no interior do estado.

A segunda edição do Encontro Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da UNEB é promovida pelas Pró-Reitorias de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG), de Ensino de Graduação (Prograd), de Extensão (Proex) e de Ações Afirmativas (Proaf).

Articulação institucional

A mesa de abertura do evento foi presidida pelo reitor da UNEB, José Bites de Carvalho, que destacou a importância da promoção de eventos como o ENINEPE, que viabilizem a institucionalização da articulação do “tripé fundamental” da universidade.

“Como prova da institucionalização da articulação interna da universidade, temos neste encontro uma série de iniciativas, de diversas naturezas, que vem para fortalecer as relações entre o ensino, a pesquisa e a extensão universitárias”.

A pró-reitora de Ensino de Graduação (Prograd), Kathia Marise, endossou as palavras do reitor e destacou que essa articulação é fruto de uma política institucional ampla, contínua e sistemática, em busca da qualificação das atividades fim da universidade.

Programação do II ENINEPE engloba oito eventos realizados pela universidade

Presidente da comissão de trabalho do evento, a professora Marcea Sales ressaltou que o II ENINEPE é resultado de trabalho coletivo: “Cada vez mais, precisamos reunir esforços para fazer valer o nosso ideal de uma educação pública, gratuita e de boa qualidade”.

De acordo com a pró-reitora de Extensão (Proex), Maria Celeste Castro, a ações promovidas pela instância no encontro integram também a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2017.

“Nada mais adequado do que participarmos desta iniciativa, que tem como ideia popularizar e disseminar os conhecimentos científicos e tecnológicos que são produzidos no âmbito da universidade”, avaliou a gestora.

A XXI Jornada de Iniciação Científica (IC) da UNEB também integra as ações do II ENINEPE, que engloba oito eventos e conta com extensa programação, até a próxima quinta-feira (26), no Campus I da universidade, em Salvador.

“Os pesquisadores de IC são o futuro desta nação, deste país e deste estado. Por isso, agradecemos aos orientadores, por serem pesquisadores e, no meio de tantas dificuldades, continuarem a produzir pesquisa nesta universidade”, frisou a pró-reitora de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG), Tânia Hetkowski.

O II ENINEPE conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Veja programação completa do II ENINEPE

Fotos: Cindi Rios/Ascom

Confira mais fotos dos eventos que integram o II ENINEPE em nosso Flickr.




Envie uma mensagem: