POR malcantara, 15 fev 2017, 10H49

Sistema prisional brasileiro tematiza mesa-redonda em Salvador

Núcleo de Jornalismo*
Assessoria de Comunicação

A UNEB, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), realizou na última terça-feira (7 ) a mesa-redonda Sem Pena e Sem Dó: a vida nas prisões brasileiras, no teatro da universidade, no Campus I, em Salvador.

A atividade integra a Série Diálogos com a PROEX, que tem como objetivo debater questões do cotidiano, importantes para a vida em sociedade.

O debate destacou temas como Assistência jurídica para os presos provisórios, Apoio psicológico aos detentos, Saneamento básico e a Formulação de propostas para a reestruturação do sistema prisional.

‘’Estamos vivendo uma crise no sistema prisional com rebeliões e superlotamento. Historicamente, o estado não tem conseguido responder a essa demanda. Diante desse contexto, é um dever de todas as instituições debater o assunto e propor sugestões, a universidade que é um espaço privilegiado de produção de conhecimento e ideias, também faz parte desse processo e deve propor ações para combater essa crise “, destacou o professor da UNEB José Cláudio Rocha, responsável pela mediação dos debates.

Rafson Saraiva Ximenes, subdefensor público, da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE/BA), teceu críticas a política de combate as drogas que, segundo ele , é o responsável pelo maior encarceramento no mundo.

Participaram do evento Edmundo Reis, promotor de execuções penais, Marcos Luiz Alves, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/BA) , Irmã Maria de Fátima Nery, da Arquidiocese de Salvador, Lidivaldo Reaiche, do Tribunal de Justiça da Bahia, Major Ebner Sena , do Comando Geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) e Anhamona Brito, professora curso de Direito da UNEB.

Informações e fotos da Proex/UNEB.




Envie uma mensagem: