POR falcantara, 06 mai 2013, 11H44

COMUNICADO: Comissão Setorial de avaliação

Caros/as colegas docentes e discentes, a Comissão Própria de Avaliação Institucional da Universidade do Estado da Bahia vem preparando o processo de auto-avaliação de nossa UNEB, para tal, conclama a todos/as para participar desde já deste processo.

Um grupo de membros de nossa comunidade vem tomando conhecimento dos trabalhos da Comissão Própria de Avaliação da Universidade do Estado da Bahia. Como membro deste grupo, venho divulgar junto à comunidade acadêmica do Campus XVIII algumas características e objetivos desta Comissão Própria de Avaliação (CPA/UNEB).

O que é a CPA/UNEB?

Art. 1º – A Comissão Própria de Avaliação-CPA da Universidade do Estado da Bahia, instituída pela Portaria nº 1281/2002, em conformidade com o que preceitua a Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior-SINAES, constitui-se em órgão colegiado permanente de coordenação do processo de auto-avaliação/avaliação interna da Universidade. (REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO)

Qual o objetivo da CPA/UNEB?

§ 2º – A Comissão Própria de Avaliação tem por finalidade a implementação do processo de auto-avaliação/avaliação interna da Universidade, a sistematização e a prestação das informações solicitadas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior-CONAES. (REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO)

O processo de avaliação interna, em conformidade com a Lei Nº 10.861/2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, tem por objetivo identificar nosso perfil e o significado de nossa atuação, por meio de nossas atividades, cursos, programas, projetos e setores.

Abaixo, reproduzo as dimensões institucionais que devem guiar o processo de avaliação interna, estas – em minha visão – podem ser tomadas também como diretrizes ao trabalho desenvolvimento pela Universidade do Estado da Bahia.

Segundo a CONAES, o processo de avalição interna deve considerar,obrigatoriamente, as seguintes Dimensões institucionais:

I – a missão e o plano de desenvolvimento institucional;

II – a política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas formas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades;

III – a responsabilidade social da instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural;

IV – a comunicação com a sociedade;

V – as políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho;

VI – organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia na relação com a mantenedora, e a participação dos segmentos da comunidade universitária nos processos decisórios;

VII – infra-estrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação;

VIII – planejamento e avaliação, especialmente os processos, resultados e eficácia da autoavaliação institucional;

IX – políticas de atendimento aos estudantes;

X – sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior. (Roteiro de Auto-Avaliação Institucional Orientações Gerais. Ministério da Educação. Brasília : Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes, 2004).

Assim, convidamos a todos/as a conhecer a Comissão própria de avaliação institucional da UNEB, a tomar parte nos processos de avaliação, desde a elaboração dos instrumentos que nos ajudarão a avaliar o trabalho que aqui desenvolvemos.

Sugerimos que se tome conhecimento do Regimento da CPA/UNEB e também do Roteiro da CONAES.

Pedimos a todos/as que contribuam sugerindo aspectos a serem observados na avaliação interna, sugerindo formas de fazê-lo e, mais futuramente, que todos/as respondam aos instrumentos de avaliação.

Os membros da comissão setorial de avaliação institucional 18 e os da direção do Campus 18 estão a disposição para esclarecimentos, para recebimento de sugestões, para envio das versões eletrônicas dos documentos relacionados aos processos de avaliação institucional interna.

Aproveitamos a ocasião para convidar vc a fazer parte da CSA 18.

Dr. André Heloy Avila
Professor Adjunto da UNEB/Campus XVIII




Envie uma mensagem: