POR avazquez, 29 mai 2014, 10H50

Engenharia Agronômica

Concepção e finalidades:

O Curso de Engenharia Agronômica do DCHT – Campus XXII tem como objetivo formar engenheiros agrônomos com capacidade técnico-científica e responsabilidade social, aptos a promover, orientar e administrar a utilização e otimização dos diversos fatores que compõem os sistemas de produção, transformação e comercialização, em consonância com os preceitos de proteção ambiental, legalidade além de planejar, pesquisar e aplicar técnicas, métodos e processos adequados à solução de problemas e à promoção do desenvolvimento sustentável.

Os profissionais poderão atuar em toda e qualquer empresa pública, privada ou outras que trabalham com questões voltadas para agricultura, cooperativas agrícolas, extensão agrícola, fazendas, laboratórios de pesquisas, indústrias de fertilizantes, organizações governamentais e não governamentais fundações e universidades.

Objetivos:

- Contribuir para o desenvolvimento sócio-econômico e ambiental sustentável da região semiárida;

- Promoção de modelos tecnológicos que respeitem os conhecimentos populares e permitam aos produtores rurais da região semiárida adquirirem conhecimentos para o empreendedorismo solidário;

- Atuar no âmbito da agricultura familiar buscando a sustentabilidade, com ênfase no enfoque agroecológico e na proteção ambiental;

- Promover o resgate e a valorização do etnoconhecimento, integrando o saber informal ao saber acadêmico, respeitando os anseios, necessidades, limitações e potencialidades regionais nas práticas agronômicas;

- Elaborar, coordenar e executar projetos que visem a implantação de métodos e práticas agrícolas com a finalidade de explorar, de modo sustentável, os sistemas de produção vegetal, abordando aspectos de melhoramento vegetal, práticas culturais, experimentação, ecologia e climatologia agrícolas.

Perfil profissiográfico:

O profissional formado pelo Curso de Engenharia Agronômica deve ser capaz de atuar em ambientes complexos apresentando sólida formação científica e geral que os possibilite a absorver e desenvolver tecnologia, com capacidade crítica e criativa na identificação tomada de decisão e resolução de problemas em atendimento às demandas da sociedade,  compreendendo e traduzindo as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com utilização racional dos recursos disponíveis, além de conservação e equilíbrio do ambiente. O futuro Engenheiro Agrônomo deverá ser capaz de apresentar competências e habilidades para projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar técnica e economicamente projetos agroindustriais e do agronegócio; realizar vistorias, perícias, avaliações e pareceres técnicos com responsabilidade técnica e social, respeitando a fauna e a flora e promovendo a conservação e/ou recuperação da qualidade do solo, do ar e da água, com o uso de tecnologias integradas e sustentáveis do ambiente; participar e atuar em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio; e exercer atividades de docência, pesquisa e extensão no ensino técnico profissional, ensino superior, pesquisa, análise, experimentação, ensaios e divulgação técnica e extensão.

Ementário

Fluxograma

Em Destaque