POR Márcia Guena, 10 ago 2011, 11H17

Apresentação – IV Ecovale (26 a 28 de setembro)

O mercado das assessorias de comunicação, tem ganhado espaço na última década, marcando forte presença no setor, ao mesmo tempo que tem  aberto novos horizontes para os profissionais que atuam do segmento. Analisando o papel do jornalista enquanto assessor de imprensa na atualidade, comparado  com aos dos anos 80,  houve até uma ruptura entre assessoria e relações públicas, considerando, segundo pesquisadores, a crescente e acelerada evolução tecnológica dos meios de comunicação, pois, o perfil do jornalista hoje envolve uma visão estratégica e empreendedora.

Há cursos de jornalismo  que por meio da grade de disciplinas, preparam seus estudantes para estar mais aptos e preparados para esse perfil de comunicador -  e não mais apenas o perfil de um jornalista. As empresas e organizações que buscam por um assessor, também apostam cada vez mais em  um profissional que domine diversas áreas da comunicação, o que tem feito essa demanda aumentar. Os meios de comunicação se inovam e os jornalistas devem acompanhar suas transformações. A diferença entre ser um assessor de imprensa operacional e um assessor de comunicação estratégico é  que o qualifica para o dinamismo do vasto mercado de trabalho.

Redes Sociais – Em outro contexto, pesquisas recentes sobre  o impacto das redes sociais nos veículos de comunicação  destacam que 80% dos profissionais brasileiros de jornalismo utilizam as redes sociais para se comunicar com fontes e 84% afirmam usar assuntos que estão em destaque nessas redes como pauta para suas matérias-reportagens.

Em tempos de crise econômica – temática recorrente na pauta da rotina de produção de notícias – novos caminhos se  alinham no campo da comunicação, sobretudo quando empreendedorismo e independência se firmam no mercado. Essas e outras temáticas estão na programação do 4º Encontro de Comunicação do Vale São Francisco (Ecovale),  que acontece de 26 a 28 de setembro de 2016, no Campus III, da Universidade do Estado da Bahia(Unebb), DCH-III, Juazeiro(BA).

Serão três dias de atividades reunindo palestras, debates e minicursos, além de ações culturais, como  exposição, música e exibição de documentários,  que contarão com a presença de profissionais renomados e atuantes em meios de comunicação ou universidades pública e privada, seja dialogando no jornalismo, relações públicas, marketing ou  propaganda.

Ao público participante caberá se fazer uma reflexão  diante dos desdobramentos a partir da percepção de profissionais e da sociedade,  sobre o consumo de informações, na ponte entre a mídia convencional e a digital.

apoio