POR maneto, 19 jul 2012, 12H30

NOSSOS PROJETOS

O Centro de Estudos Euclydes da Cunha = CEEC/PPG/UNEB está desenvolvendo neste ano de 2012, atividades que reportam as nossas principais linhas de pesquisa, sobretudo, aquelas voltada para a História, a Memória e a Cultura sertaneja. Neste seguimento se incluem os seguintes Projetos:

REORGANIZAÇÃO E REINDEXAÇÃO DO ACERVO DOCUMENTAL DO CEEC

Sob a Coordenação do Professor José Carlos Pinheiro e com Consultoria e execução técnica a cargo da Professora Monica Amoriam, historiadora com especialização em Arquivologia, o Projeto procederá o inventário, higienização e classificação do conjunto documental do Centro, que conta com 32.000 documentos sobre a Guerra de Canudos, além de materal videográfico, fonográfico e coleção iconográfica. O Projeto ainda inclui entre os seus objetivos a produção de um Guia da Documentação e um Manual de Consulta para uso dos pesquisadores.

TRES VEZES CANUDOS – A BIOGRAFIA DE UMA CIDADE

Vista Parcial de Canudos – Foto Flavio de Barros

Documentário em vídeo com duração aproximada de 50 minutos. O filme narra a trajetória da cidade de Canudos, que de pequeno arraial situado a beira do Rio Vasa Barris transformou=na agitada e insubmissa Bello Monte de Antonio Conselheiro. Dsetruída em 1897 ressurgiu já no século XX, no mesmo ’sitio nterior, onde as ruínas da Igrejas da época conselheirista eram testemunhos concretos do conflio. Submersa em 1969 pelas águas do Açude de Cocorobó, ressurgiria, entretanto, inicialmente como  a Nova Canudos e, posteriormente, a partir de 1985, novamente como Canudos e retomando o topônimo imortal. O documentário tem o apoio do Projeto Canudos, contando igualmente com a juda da DIMAS – Diretoria de Imagens, órgão vinculado a Fundação Cultural do Estado da Bahia. O lançamento está previsto para novembro de 2012.

VIDAS INCOMUNS – A MULHER E O CANGAÇO

INACINHA

Documentário em vídeo produzido em parceria com a TV UNEB e tendo o apoio das Pró-Reitorias de Graduação e da PROEX. O filme narra e reflete sobre a participação feminina no cangaço e as significativas mudanças que a entrada e permanência das mulheres ocasionou no cotiA previsão de diano e na estratégia de sobrevivência e luta dos bandos armados que transitava por vários estados do Nordeste entre os anos de 1920/1940, tendo como principais lideranças Virgolino Ferreira, o Lmpião, e Cristino Gomes, o Corisco, com suas respsctivas xompanheiras Maria Bonita e Dadá, duas das dezenas de mulheres que por vezes forçadas, mas, também, por escolha pessoal escolheram a vida no cangaóco com todos os seus riscos e eventuais recompenas. A previsão de lanámento do documentário é para o final de 2012.

SOLETRANDO MEMÓRIAS – QUEM ENSINOU QUER CONTAR

Colégio Municipal Arnaldo Ferreira = COMAF/Canudos/Bahia

Colégio Estadual Arnaldo Ferreira COMAF

A história da educação no município de Canudos narrada pelos seus principais protagonistas, ou seja, ex-professores, professores, ex-alunos, alunos, ex-funcionários, funcionários, educadores, autoridades municipais e do estado, além, é claro, de membros da comunidade. Contando com a participação de professores da Rede Estadual e Municipal de Ensino, docentes que atuam nos Colégios Arnaldo Ferreira, Luis Cabral e Nossa Senhora de Fátima, no povoado do Bendegó, o projeto se utiliza da metodologia da história oral para a realização das entrevistas, ao tempo que também procede pesquisa documental e iconográfica que sirvam de apoio ao trabalho dos pesquisadores. as atividades tiveram início no mês de março do corrente ano e deverão se estender até março de 2013.

A HISTÓRIA E OS HISTORIADORES

Primeira Sede do IGHB

O processo ensino-aprendizagem tem se modificado ao longo do tempo. A renovação progressiva do pensamento pedagógico, os novos ensinamentos da psicologia educacional e a inserção de novas tecnologias contribuem para as alterações na relação professorxaluno, para as modificações dos conteúdos programáticos, como também, para a introdução de novos temas para os debates e estudos acadêmicos.

O Projeto tem como objetivo primordial ouvir dos velhos mestres da historiografia baiana o que tem se alterado no aprender e no ensinar, considerando a experiência de cada um deles. Pretendemos também obter informações sobre os grandes professores do passado, os conteúdos abordados, os métodos de avaliação, os procedimentos metodológicos mais usuais e informações sobre o material didático utilizado. Os depoimentos serão gravados em vídeo com vistas a produção de um documentário para distribuição nas insttituições escolares e acadêmicas do Estado da Bahia.

OS TRINTÕES DOS TRINTA

Este Projeto que se assenta nos depoimentos de antigos funcionários e professores da UNEB, tem como objetivo fundamental contribuir pata a recuperação, preservação e divulgação da memória acadêmica, o que significa ajudar também para a recomposição da histório do ensino superior p[ublico no Estado da Bahia. A meta principal é a produção de um documentário em vídeo, cm duração aproximada de 50 minutoa, para exibição nos Departamentos e demais unidades acadêmicas.

IMG10085.jpg

Em Destaque