POR Giordânio Santos, 19 mai 2011, 11H54

Pesquisa

Projetos de Pesquisa 2011.1

CURSO DE FORMAÇÃO DE MEDIADORES DE LEITURA
Coordenadora: Renailda Ferreira Cazumbá.
Resumo: Este curso, organizado em oficinas temáticas, pretende instrumentalizar profissionais que atuem, direta ou indiretamente, como mediadores de leitura, estudando diferentes gêneros textuais, tais como poesia, narrativa ficcional, narrativa jornalística, blog’s, histórias em quadrinhos, peças teatrais, séries de TV, filmes em DVD, novelas de TV. Serão desenvolvidas e aplicadas estratégias para a leitura, enfatizando suas linguagens e seus suportes, com vistas a provocar o gosto pela leitura através da ludicidade e do prazer. As relações entre leitura e representação, enfocarão o envolvimento do leitor como sujeito da leitura. O trabalho lúdico dos mediadores de leitura será a chave do Curso, contando-se com sua participação ativa e criativa.

GRAPHIC NOVELS COMO PRODUÇÕES ROMANESCAS: NOVAS PERSPECTIVAS DE LITERATURA PARA UM NOVO SÉCULO.
Coordenador:
Wilson da Silva Santos
Resumo: Diante da ascensão, mesmo consolidação, do graphic novel como formato artístico validado, e graças à sua ambígua relação com a literatura, faz-se necessário estudar o modo como ele se insere no campo dos estudos literários e também como auxiliariam na formação de leitores. Vale fazer uma ressalva: os graphic novels aqui estudados são restritos a produções originais, não serão levadas em consideração obras que tenham sido adaptadas de textos literários.

MEMÓRIA AFRICANA NA ESCRITA DE MESTRE DIDI.
Coordenador:
MARCIO ALVES DA SILVA
Resumo: Vem do percurso da memória a contribuição de Mestre Didi na indicação de aspectos da cultura africana para o reconhecimento do candomblé no campo religioso brasileiro. Talvez aqui, a questão não perpasse pelo pertencimento da cor, nem tão pouco da raça, mas sim de pertencimento religioso que nos direciona para o referencial da cultura enquanto marca indelével da identidade de um grupo socialmente organizado (Geertz, 1989). A proposta deste projeto é a de percorrer os passos do mestre que, através de seu despojamento e dedicação construiu um acervo escrito, fora da esfera acadêmica tradicional, de importância inigualável para a memória religiosa africana no Brasil. Para a realização de tal façanha se faz necessário à utilização dos referenciais teórico-conceituais, orientadores de estudos na área das ciências sociais.

TRILHAS DA EDUCAÇÃO: “PROFESSOR: VELHICE E MEMÓRIA”
Coordenador:
BAKTALAIA DE LIS ANDRADE LEAL
Resumo: Este trabalho pretende elaborar uma investigação sobre o quadro dos professores aposentados na cidade de Brumado/Ba. Tornar a realidade escondida de como vivem esses docentes idosos e às vezes esquecidos em algo socialmente visível por meio da pesquisa é uma proposta relevante. É uma preocupação que deve fazer parte do interesse acadêmico.
Como o professor dos tempos de ensino de décadas atrás avalia a educação de línguas de hoje? Como ele percebe as mudanças, quais os pontos favoráveis e críticos da Educação e do ensino de linguagem? Como vivem os professores que por anos fizeram indivíduos tornarem-se sujeitos? Quantas crianças passaram pelas mãos desses docentes que hoje possível mente nem estão mais na memória? Os significados que hoje esses aposentados dão para a sua profissão é banhado de lembranças e comparação.

EM BUSCA DA IDENTIDADE AFRO-BRASILEIRA NA ESCOLA: SOBRE A LEI E AS PRÁTICAS
Coordenadora:
Luciana Pereira de Oliveira Cruz
Resumo: O processo de construção de identidade, nas sociedades modernas proporcionou significativos avanços no debate sobre o papel da escola na formação dos indivíduos. Entretanto, o debate sobre identidade étnico-racial principalmente sobre as populações de origem negras, não foram favorecidas do mesmo modo que as demais, no que atende a demanda de interesses de determinados grupos, sendo assim, resultado de séculos de exclusão baseada na diferenciação e descaso com a história da população negra. Pela importância que este tema tem neste trabalho, em especial buscou-se compreender como se constitui o debate sobre identidade.
Para compreender a referência conceitual desta investigação, é preciso buscar nas mais diversas fontes, posto que, esta é uma inquietação presente neste trabalho. Afinal o que podemos chamar de identidade?

O BEST-SELLER DESAFIANDO O PODER DO CÂNONE E RELENDO A HISTÓRIA PELAS MARGENS: O CASO D’ O LEITOR e D’ A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS
Coordenadora:
Maria Angélica Rocha Fernandes
Resumo: Esse projeto procura estudar as relações entre os romances de Markus Zusak (A menina que roubava livros) e Bernhard Schlink (O leitor), os paradigmas ocidentais de valorização e hierarquização da obra literária, pautados em valores eurocêntricos, e o leitor contemporâneo; pretende também discutir o poder do cânone literário ocidental, seus critérios e pressupostos, representantes de ideologias etnocêntricas, eurocêntricas, patriarcalistas, masculinas e “branqueadoras”, questionando o olhar crítico discriminador que constrói, pelo discurso acadêmico tradicional, a exclusão dessas narrativas não canônicas, as quais buscam oferecer ao leitor uma leitura de entretenimento e de “iluminação” de perspectivas silenciadas sobre a história e a sociedade, o que não excluiria, na ótica desta pesquisa, a reflexão.

IMPLICAÇÕES SOBRE O ENSINO DE LITERATURA PELO LIVRO DIDÁTICO: O LIVRO DIDÁTICO DE LITERATURA ADOTADO PELAS ESCOLAS PÚBLICAS DE BRUMADO
Coordenador:
Oton Magno Santana dos Santos
Resumo: A presente proposta de pesquisa estuda os livros didáticos de literatura da segunda e terceira série do ensino médio adotados pelas escolas públicas de Brumado nos últimos três anos, investigando as estratégias editoriais contidas no corpo de cada livro analisado e como isso interfere na formação de leitores literários. Esse recorte se justifica, uma vez que, oficialmente, a literatura brasileira passa a existir a partir de 1822, época da independência do Brasil, e, sob a ótica do livro didático, é com o Romantismo, estudado no livro didático da segunda série do ensino médio, que se iniciam os estudos referentes à literatura nacional. Entendemos que o livro didático de literatura, ao se apropriar de um texto original, reconfigura esse texto e o apresenta ao leitor sob a ótica de representações culturais e sociais. Assim, buscamos compreender como se estabelecem as relações entre o leitor e os referidos textos apresentados pelos manuais didáticos construídos a partir de um original.

IDENTIDADES E (IN)VISIBILIDADE DA PESQUISA EM LETRAS E DA FORMAÇÃO DOCENTE NO CAMPUS XX/ UNEB – BRUMADO (NO PERÍODO 2006 – 2009).
Coordenadora:
Renailda Ferreira Cazumbá
Resumo: O estudo pretende analisar a produção cientifica do curso de Letras do Campus XX- Brumado, para investigar em que lugar estão situados os saberes da pesquisa em Letras e da identidade docente representada na pesquisa do curso. Baseando-se nos aportes metodológicos da abordagem qualitativa, proceder-se-á um estudo documental das produções monográficas do curso no período de 2006 – 2009, buscando reconhecer a “pluralidade e a heterogeneidade do saber docente” (TARDIF, 1991) necessários para a formação e atuação dos professores, que envolve não apenas o saber relacionado aos conhecimentos das disciplinas curriculares, mas incorpora também aqueles relacionados à experiência e ao conhecimento pedagógico (PIMENTA, 1999). A pesquisa considera que o incentivo às pesquisas sobre os saberes e a identidade docente pode contribuir para o aperfeiçoamento da ação docente e para a formação de professores de língua portuguesa.

Em Destaque