POR Ascom/Toni Vasconcelos, 30 ago 2016, 12H12

Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) promove capacitação de novos membros

Toni Vasconcelos
Núcleo de Comunicação
Assessoria de Comunicação

bites_di

Reitor José Bites disse que a gestão está assegurando estrutura necessária para o comitê. Fotos: Toni Vasconcelos/Ascom

O Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEP) da UNEB está promovendo, nesta semana, um encontro de capacitação para seus novos membros.

O evento, iniciado ontem (29), se estende até quinta-feira (1º), no Hotel Vila Velha, em Salvador.

Ao dar as boas-vindas aos participantes na sessão de abertura, o reitor da UNEB, José Bites de Carvalho, disse que a gestão universitária está assegurando a estrutura necessária para o comitê poder realizar suas atividades, destacando a relevância do trabalho realizado pelo colegiado para a pesquisa na instituição.

“Com o ingresso dos novos membros, o CEP passa a contar com maior representação das diversas áreas e da multicampia da universidade, um critério fundamental para a atuação desse comitê”, salientou Bites.

O reitor adiantou que a gestão está reestruturando também o Comitê de Ética em Pesquisa com Animais, que será sediado no prédio da Reitoria, no Campus I, em Salvador, mesmo local onde o CEP está instalado.

O assessor especial da Reitoria Marcius Gomes também prestigiou a abertura do encontro.

PRINCÍPIOS DA ETICIDADE

Criado em 1996 em observância à Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, o Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da UNEB tem caráter interdisciplinar e independente.

Com o ingresso dos novos integrantes, o CEP está composto de 24 membros, a maioria docentes pesquisadores de áreas diversas e vários departamentos da universidade, na capital e interior do estado.

A coordenação do comitê está a cargo do professor Warley de Andrade (Campus XII, Guanambi) e a vice-coordenação, com o técnico administrativo (Reitoria) Aderval Brito.

Segundo Aderval, compete ao CEP avaliar e acompanhar a eticidade dos projetos de pesquisa que envolvam seres humanos na universidade.

“Conforme os padrões mundiais, subscritos pelo Brasil, cinco princípios éticos devem ser respeitados em toda pesquisa com seres humanos: autonomia, justiça, equidade, não maleficência e beneficência”, contou o vice-coordenador.

A missão do CEP, conforme consta no site do comitê, é salvaguardar os direitos e a dignidade dos participantes da pesquisa, e contribuir para a qualidade das pesquisas e para a discussão do papel da pesquisa no desenvolvimento institucional e no desenvolvimento social da comunidade.


  • No Related Post


Envie uma mensagem: