POR Ascom/Toni Vasconcelos, 19 ago 2016, 18H05

Fórum de Reitores das Ueba tem reunião com governador e secretário da SEC

Toni Vasconcelos
Núcleo de Comunicação
Assessoria de Comunicação

O Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia se reuniu com o governador do estado, Rui Costa, e o secretário estadual da Educação (SEC), Walter Pinheiro, na tarde de ontem (18), na Governadoria, Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

No encontro, o governador pediu o apoio das universidades estaduais (Ueba) para as duas novas iniciativas sociais do governo: o Programa Estadual de Permanência Estudantil e o projeto Primeiro Emprego.

O programa de permanência estudantil, que deve ser implementado a partir do mês de setembro, vai atender discentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica matriculados nos cursos de graduação presencial das Ueba, por meio da concessão de bolsa-auxílio.

O cadastramento dos estudantes das Ueba será realizado com a participação  das quatro universidades estaduais. Com essa iniciativa, o governo espera contribuir com essas instituições na redução da evasão estudantil.

Rui Costa também ofereceu cópia do projeto Primeiro Emprego aos reitores, para que as Ueba possam conhecer melhor e participar de reuniões com o grupo de trabalho que está à frente dessa ação.

Com o Primeiro Emprego, o governo pretende beneficiar, até 2018, nove mil egressos da Rede Estadual de Educação Profissional, que terão a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho.

Os egressos vão trabalhar em suas áreas de formação nas secretarias, órgãos e universidades estaduais, além de empresas parceiras do governo.

Os beneficiados do projeto serão contratados por dois anos e vão receber um salário mínimo mensal e plano de assistência médica. O governo assumirá integralmente os custos dessa ação.

RECOMPOSIÇÃO ORÇAMENTÁRIA

Após a reunião na Governadoria, os reitores e o secretário Walter Pinheiro dirigiram-se à sede da SEC, também  no CAB, para tratar das questões de interesse específico das universidades estaduais.

Em relação ao orçamento das Ueba para 2017, os reitores solicitaram que fosse feita a recomposição orçamentária das universidades em relação ao exercício anterior, considerando as dificuldades de manutenção que estão sendo impostas pela limitação orçamentária.

Os reitores das universidade do Estado da Bahia (UNEB), José Bites, e Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Paulo Roberto, destacaram que a recomposição orçamentária de manutenção dessas duas universidades deve ser feita, no mínimo, com base no orçamento de 2015, e não com base no de 2016, que teve os mesmos valores nominais de 2015, fato que proporcionou um maior comprometimento. Os reitores foram informados da possibilidade de ampliação do repasse de recursos em 2017.

Participaram também do encontro na SEC a presidente do Fórum de Reitores, Adélia Pinheiro, reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), o reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Evandro Nascimento, o subsecretário da Educação (SEC), Nildon Pitombo, além de outros gestores da secretaria (foto home).

Foto (home): Toni Vasconcelos/Ascom


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: