POR Ascom/Wania Dias, 12 ago 2016, 11H27

Encontro promove debate sobre a arte e o belo na perspectiva de Kant e Hegel

Hércules Andrade
Rafaela Landim

Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

x

Professores Raimundo Dalto e Antônio Câmara durante abertura do I Encontro Arte e Sociedade. Fotos: Cindi Rios/Ascom

O que é o belo? Existem conceitos para defini-lo? Qualquer pessoa pode emitir uma opinião ou juízo estético?

Esses questionamentos foram levantados durante I Encontro de Arte e Sociedade que aconteceu entre os dias 8 e 10 de agosto, no auditório do Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR), no Campus I da universidade, em Salvador.

O evento teve como objetivo emergir um espaço interdisciplinar de reflexão e estímulo de pesquisas, no âmbito regional e local.

“O encontro foi pensado com o intuito de debater temas relacionados às artes em sua intersecção com os processos socioculturais, buscando instigar reflexões que permitam avanços no campo da história, sociologia, letras e artes”, destacou professor Raimundo Dalvo, coordenador da iniciativa.

O primeiro dia do evento reservou a palestra O Belo! Belo? Apontamentos para uma estética filosófica”, que foi ministrada pelo professor Antônio Câmara (Ufba).

“Buscamos formular, a partir de uma perspectiva clássica, a proximidade e a diferença entre a arte e o belo diante das perspectivas de Kant e Hegel, visando possibilitar um novo olhar para os ouvintes presentes no evento, mostrando assim, que apesar de serem teorias clássicas antigas, são formulações que se aplicam ao contemporâneo”, ressaltou o palestrante.

O diretor do Departamento de Ciências Humanas (DCH) do Campus I, Flávio Dias, participou da mesa de abertura do evento.

“Eventos como esse proporcionam aos estudantes uma visão mais ampla sobre o curso, abrindo novos horizontes formativos”, reforçou o diretor.

A iniciativa contou com o apoio do Núcleo de Pesquisa (Nupe) e do Colegiado de História, ambos do departamento.


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: