POR Ascom/Wania Dias, 02 jun 2016, 16H48

UNEB lança campanha da I Conferência dos Estudantes Cotistas

Elvis Cássio
Assessoria de Comunicação
Núcleo de Jornalismo

A UNEB, através da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas (Proaf) e do Centro de Estudos dos Povos Afro-Índio Africanos (Cepaia), realizou, na terça-feira (31), o lançamento da campanha das ações alusivas a I Conferência dos Estudantes Cotistas (I CONFCOTAS), no Hall da Reitoria, no Campus I da Universidade, em Salvador.

A campanha tem como meta a valorização, o empoderamento e a divulgação dos negros cotistas e indígenas, no sentido de demandar debates sobre racismo institucional, programas de permanência dos cotistas e mudanças curriculares.

“A política de permanência está entre as prioridades da gestão. Estamos trabalhando para consolidar ações institucionais que fortaleçam a assistência estudantil da universidade. Esse evento proporcionará um momento de escuta, de avaliação e diagnóstico muito importante para direcionar o nosso trabalho”, destacou o reitor José Bites de Carvalho.

O Pró-Reitor de Ações Afirmativas (Proaf), Wilson Mattos, reforçou a importância da conferência para a universidade: “Essa primeira conferência fará alusão ao pioneirismo na UNEB na implantação do sistema de cotas. Com essa reunião, vamos fortalecer o diálogo com os estudantes, visando colher subsídios para planejar, entre outras coisas, ações de permanência dos estudantes cotistas na universidade”, salientou Mattos.

O estudante cotista, Vandeilton Trindade, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) ressaltou o importante papel da UNEB na inserção do negro na universidade, através da pioneira implantação do sistema de cotas.

“A UNEB é uma instituição inclusiva, que reconhece e acolhe as minorias. A realização desse evento é mais uma prova disso. Tenho certeza que ele oportunizará um debate amplo e diverso sobre o espaço do negro na universidade”, afirmou Vandeilton.

Plenárias – Serão realizadas plenárias departamentais, na segunda quinzena de julho, com o objetivo de discutir ideias sobre  assistência estudantil universitária, sistema de cotas, exclusão de negros e indígenas, entre outros. Além disso, serão eleitos os delegados para formar a comissão organizadora da Conferência, que está prevista para ser realizada no início de agosto.


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem:

Comentrios no so permitidos.