POR Ascom/Toni Vasconcelos, 18 dez 2015, 17H59

UNEB prossegue discussões sobre o PDI no Campus XI

Nesta sexta-feira (18), aconteceu em Serrinha a Plenária Departamental da 1ª Consulta Universitária Ampla do Campus XI da UNEB para revisão e atualização do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2013-2017), com participantes dos três segmentos da comunidade universitária e representante da comunidade externa.

Mediante a coordenação da Subcomissão Organizadora Departamental (SUD), a plenária contou com coordenadores de 10 grupos de trabalho (GTs), que criaram metodologias de consulta à comunidade através de questionários socializados em listas de e-mail e reuniões em pequenos grupos por área de interesse que se debruçaram sobre as temáticas e elaboraram e votaram propostas que estão sendo encaminhadas a Comissão Organizadora da Consulta através do relatório e planilhas que consolidam o diagnóstico feito.

Para a discente Valquiria Ribeiro, “o PDI é de vital importância para os estudantes, pois ele propicia que estes participem do processo de decisões sobre pautas importantes da universidade e contribuam para pensar em proposições que viabilizem o seu desenvolvimento”.

Luci Ana Rosa, técnica administrativa, acentuou que “o PDI representa a vivência da cultura do planejamento para os departamentos, conquistas como aquisição de novos cursos para a UNEB e investimento na formação continuada dos professores”.

O professor Gildenor Carneiro externou seu pensamento dizendo que “a consulta à comunidade para elaboração do PDI 2013-2017, em seu processo, evidencia falhas naquilo que é muito propalado e que aparece com frequência nos discursos dos que de alguma forma detêm o poder, que é o exercício da democracia. O próprio envolvimento daqueles a quem se destinam as ações da universidade é algo difícil de ser alcançado mesmo pelos que deveriam promover transformações sociais, os docentes”.

Já a diretora do Departamento de Educação (DEDC) do Campus XI, professora Elivânia Andrade, se pronunciou dizendo: “O PDI permitiu que a comunidade acadêmica, através das suas representações, refletissem com maior implicação sobre as ações de ensino, pesquisa e extensão articuladas com as demandas emanadas pela educação básica, movimentos sociais e representantes da sociedade civil”.

Segundo as professoras Zoraya Marques e Isaura Fontes, que coordenaram a Subcomissão PDI do campus, o êxito obtido nas atividades desenvolvidas pode ser atribuído, em grande medida, às condições de infraestrutura e logística disponibilizadas pelo departamento, bem como à implicação dos coordenadores de GT que se engajaram nas proposições encaminhadas pela SUD, mesmo enfrentando uma série de problemas, tais como o acumulo de atividades acadêmicas pós-greve, a exiguidade dos prazos para a consulta e plenária e a finalização do calendário acadêmico.

Texto e foto: Divulgação/DEDC/Campus XI


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: