POR Ascom/Wania Dias, 02 dez 2015, 15H22

Maior evento de EaD do Brasil inicia atividades; programação segue até 03/12

Núcleo de Jornalismo*
Assessoria de Comunicação

x

O 12º Esud abordou o tema Cultura Digital e Inovação: tecnologia educacional e dispositivos móveis. Fotos: Cindi Rios/Ascom

Estudantes e pesquisadores de diversas instituições de ensino superior do país prestigiaram a abertura do 12º Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância (Esud) e do I Congresso Internacional de ensino Superior a Distância (I Ciesud), que aconteceu na última segunda-feira (30), no Grand Hotel de Stella Maris, em Salvador.

x

Linda Marie Harasim falou sobre tecnologia educacional

Esta edição do evento, que está abordando o tema Cultura Digital e Inovação: tecnologia educacional e dispositivos móveis, segue com programação até esta quinta-feira (3).

O reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, destacou a importância da criação da Unidade de Educação a Distância da UNEB na consolidação da EaD na universidade.

“A implementação da Unead e a realização desse evento representam um grande avanço no processo de institucionalização e fortalecimento dessa modalidade de ensino”, destacou o reitor.

Segundo a professora Káthia Marise Sales, pró-reitora de Ensino de Graduação (Prograd) da UNEB, esse momento é crucial para se discutir educação a distância.

“O Brasil não vai alcançar as metas da democratização do ensino se não investir em um política de fortalecimento do EaD”, destacou a pró-reitora.

Além do reitor e da pró-reitora, participaram da mesa de abertura a presidente da Associação Universidade em Rede (UniRede), professora Ivete Martins, o coordenador da Unead, professor Jader Albuquerque, o coordenador do Esud, professor Emanuel Nonato, o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), Renato da Anunciação Filho, e o diretor do Instituto Anísio Teixeira (IAT), Nildon Pitombo, que representou o governador da Bahia, Rui Costa.

A professora Ivete Martins lembrou as metas do Plano Nacional de Educação (PNE) e destacou os trabalhos e ações que estão sendo empenhados pela UniRede a partir das diretrizes  e estratégias do plano.

Jader Albuquerque pontuou que o Esud é um momento de amadurecer e de discutir orçamentos fortalecer a educação a distância no estado e no país.

x

A Associação de Capoeira Mangangá se apresentou no evento

O congresso, que acontece pela primeira vez na Bahia, tem como objetivo promover e incentivar a pesquisa acadêmica na área de EaD no Brasil, além de proporcionar a troca de experiências entre instituições e pesquisadores sobre a modalidade.

“ O aluno EaD é solitário. Participar deste congresso é uma forma de tirar dúvidas, compartilhar dificuldades, expor nossas ideias e conhecer como funciona na prática o desenvolvimento dessa modalidade de ensino”, frisou a estudante do curso de Administração Pública, Fernanda da Silva, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), no Ceará.

Programação Extensa

A programação do primeiro dia do evento contou com conferência, workshop, bate-papo, apresentação cultural com a Associação de Capoeira Mangangá e coquetel.

Destaque para a participação da professora Linda Marie Harasim, da Simon Fraser University, localizada em Vancouver, Canadá, que ministrou a conferência de abertura do evento sobre o tema Máquinas superinteligentes ou Sociedade do Conhecimento: como nossa Tecnologia Educacional conformará nosso destino?.

O Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância é promovido anualmente, desde 2008, pela UniRede.

*com informações de Sirleia Araujo, do Núcleo de Comunicação da Unead


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: