POR Ascom/Toni Vasconcelos, 27 out 2015, 15H02

Campus de Serrinha inaugura Biblioteca Paulo Freire e Residência Universitária

Toni Vasconcelos
Núcleo de Comunicação
Assessoria de Comunicação

serrinha_inauguracao _tv_di

Gestores da administração central e do departamento entregaram as novas instalações à comunidade

O Campus XI da UNEB, em Serrinha, inaugurou dois importantes equipamentos para sua comunidade: a Biblioteca Paulo Freire e a Residência Universitária (RUES).

Em clima de confraternização e forte emoção, a solenidade de inauguração, realizada nessa sexta-feira (23), foi prestigiada por muitos estudantes, ex-estudantes, técnicos, docentes e gestores do Departamento de Educação (DEDC) do campus e da administração central da universidade, além de lideranças locais e convidados da região.

“Estamos entregando dois espaços bem estruturados e equipados que qualificam e consolidam o campus da UNEB no Território do Sisal. E que vão contribuir para ampliar as ações da universidade nesta região do semiárido baiano”, destacou o reitor José Bites de Carvalho.

Segundo o reitor, a nova residência universitária, um amplo imóvel pertencente à universidade, com instalações adequadas e confortáveis, torna realidade uma luta histórica do movimento estudantil do Campus XI.

“A UNEB foi pioneira na implantação da política de cotas para afrodescendentes. O momento atual exige avançarmos mais nas ações afirmativas, e por isso estamos priorizando a implementação de uma efetiva política de assistência e permanência estudantil”, salientou o professor José Bites.

A inauguração dos dois equipamentos vem coroar, lembrou o reitor, um ano de importantes acontecimentos que o campus de Serrinha sediou: “Em fevereiro, foi criado aqui o Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas da Bahia; também realizamos aqui, em março, uma reunião histórica do Conselho Universitário (CONSU)“.

A vice-reitora da UNEB, professora Carla Liane, parabenizou a comunidade acadêmica e os gestores do DEDC pela conquista dos novos equipamentos, ressaltando que “a comunidade externa, tanto do município quanto da região, também vai poder utilizar a Biblioteca Paulo Freire, enquanto a residência universitária poderá abrigar estudantes de outras localidades”.

serrinha_inauguracao_divulga_di2

Estudantes e ex-discentes destacaram a conquista histórica da nova RUES: reivindicação antiga do movimento estudantil

“Estamos muito felizes com esta conquista histórica da nossa comunidade acadêmica. Após muitos diálogos e articulações, dois sonhos concretizados. Equipamentos públicos com essa qualidade são de grande importância não apenas para a UNEB mas para toda a comunidade da região”, comemorou também a diretora do DEDC, professora Elivânia Alves.

Para a estudante residente Thaay Menezes, “foi emocionante ver a nossa luta concretizada. Esta sede própria da residência universitária é uma conquista muito importante para o movimento estudantil de Serrinha. Não podemos deixar de ponderar que as políticas públicas são frutos de pressão e mobilização sociais dos movimentos organizados”.

Tanto a nova biblioteca quanto a RUES são equipadas com rede de internet autônoma, facilitando os estudos e pesquisas dos discentes e demais usuários.

A universidade investiu R$ 3,2 milhões na aquisição de livros para todos os cursos de graduação e pós-graduação nos 24 campi; para a biblioteca do campus de Serrinha foram destinados R$ 200 mil para compra de livros. A instituição também está investindo na formação e valorização dos bibliotecários.

O pró-reitor de Assistência Estudantil (PRAES), professor Ubiratan Menezes, informou que gestão universitária direcionou um orçamento de R$ 3 milhões este ano para essa área, o que comprova a prioridade dada ao apoio ao discente na atual administração.

Apesar das restrições orçamentárias do atual período de crise econômica por que passam o país e, consequentemente, o estado, o reitor José Bites assegurou que todas as obras em andamento nos campi da UNEB continuam sendo executadas e serão entregues dentro do prazo previsto.

“Optamos por vencer a crise, centrando nas ações prioritárias para a nossa comunidade acadêmica e cortando o que não é prioritário. Remanejando os recursos disponíveis, estamos conseguindo dar continuidade a todas as obras na universidade”, concluiu o reitor, antecipando que, próximo ano, “devemos fazer uma ampla reforma em outros equipamentos da UNEB aqui, em Serrinha, melhorando nossas atividades de graduação, pós-graduação e extensão”.

Fotos: Toni Vasconcelos/Ascom e Divulgação


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: