POR Ascom / Danilo Oliveira, 27 ago 2015, 20H26

Pesquisadores discutem saberes e práticas da docência universitária em colóquio

Mariane Correia
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

    A pesquisadora Jussara Hoffmann (UFRGS) apresentou ações para orientação das avaliações educacionais em conferência

A pesquisadora Jussara Hoffmann (UFRGS) apresentou ações para orientação das avaliações educacionais em conferência

Com o objetivo de assegurar um espaço privilegiado de troca e aprofundamento dos saberes e práticas da docência universitária, teve início ontem (26), no Teatro UNEB, no Campus I da Universidade, em Salvador, o IV Colóquio de Práticas Pedagógicas Inovadoras.

Realizado pela Pró-reitoria de Graduação (PROGRAD), em parceria com grupo de pesquisa Docência Universitária e Formação de Professores (DUFOP), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) da Instituição, o evento é direcionado para professores universitários.

A abertura do evento contou com a participação do Reitor da Universidade, professor José Bites de Carvalho, de integrantes da Equipe Central de Gestão Universitária (ECGU) da UNEB e de docente dos diversos campi da Universidade.

“É importante reafirmar a missão da nossa instituição, que é produzir, socializar e aplicar conhecimento nas mais diversas áreas do saber, tendo em vista a formação do cidadão e o desenvolvimento cultural, social e econômico da população baiana”, destacou o professor Bites, salientando que a formação docente na Universidade deve estar estreitamente ligada às iniciativas de inovação e que visam a superação de desafios.

post_publico_coloquio

Professores dos diversos campi da UNEB, na capital e no interior do estado, participam do evento

A Pró-Reitora de Ensino de Graduação (PROGRAD), professora Khatia Marise, ressaltou que a formação docente está prevista no Projeto de Gestão 2014-2017 da UNEB e que, como reflexo desse compromisso, o colóquio integra o planejamento das ações da PROGRAD.

“Reconhecemos que a qualificação da formação docente é uma condição essencial para o processo de melhoria do ensino”, afirmou a gestora, lembrando que a atual gestão promove a discussão dos currículos da Universidade e que, com isso, estabelece também uma ação formativa, em que os docentes reavaliam a sua prática, a sua área de formação e os conteúdos das disciplinas.

Coordenadora do evento, a professora Sandra Regina Soares ressaltou que os docentes devem estar sempre dispostos à dialogar com o novo. “Sabemos que estamos formando profissionais para atuar em um futuro de incertezas, e esses devem estar prontos para aprender, renovar e compartilhar práticas que venham a favorecer o desenvolvimento do ensino e da aprendizagem”, frisou.

A mesa de abertura do colóquio contou com os Pró-Reitores de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PGDP), professor Marcelo Ávila, de Assistência Estudantil (PRAES), professor Ubiratan Menezes, com o Gerente de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-graduação (PPG), professor Aníbal de Freitas, e com a Gerente de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), professora Ana Paula Conceição.

Também participaram a Secretária Especial de Relações Internacionais (SERINT), professora Jardelina Nascimento, o Diretor do Departamento de Educação (DEDC) do Campus I, professor Valdélio Santos Silva, e o coordenador do PPGEduC, professor César Leiro.

Dilemas e possibilidades

O primeiro dia de evento contou ainda com a palestra “Avaliação da aprendizagem na universidade: dilemas e possibilidades”, ministrada pela professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Jussara Hoffmann.

Durante a atividade, a docente apresentou relatos de experiências na Educação Básica e Superior, e discutiu sobre métodos e ações para orientação das avaliações educacionais.

“Podemos afirmar que existem múltiplas dimensões para a aprendizagem na educação que favorecem o processo de avaliação de cada aluno, e que irá refletir na formação de um profissional competente no futuro”, avaliou a pesquisadora.

Para a conquista de iniciativas que tenham como reflexo a qualificação da formação profissional, a professora acredita que é fundamental “assumir novas posturas, novos métodos pedagógicos e, assim, consolidar novas ações”.

livro_post_coloquio

Quarto volume de coletânia foi lançado durante o segundo dia de programação do colóquio

Práticas pedagógicas inovadoras

Durante a tarde de hoje (27), a programação do evento reservou o lançamento do quarto volume da série Práxis e Docência Universitária, no Auditório Jurandyr Oliveira, no Departamento de Educação (DEDC).

A coletânea, que leva o selo da Editora da UNEB (EdUNEB), se destina à divulgação de relatos analíticos e fundamentados de práticas pedagógicas inovadoras na sala de aula da universidade que oportunizam uma relação dialética entre a teoria e a prática profissional, o desenvolvimento do pensamento crítico, criativo e reflexivo e de competências sociais dos estudantes.

A quarta edição do colóquio segue com programação extensa até amanhã (28). Destaque para a conferência “A nova cultura da aprendizagem: por que mudar nossas formas de ensinar e aprender na universidade?”, que será proferida pelo professor Juan Ignácio Pozo, da Universidade Autonoma de Madrid (UAM). A atividade será transmitidas via videoconferência para os 24 campi da UNEB, na capital e no interior do estado.

Fotos: Juliana Cardoso/ASCOM


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: