POR Ascom/Toni Vasconcelos, 15 mai 2015, 13H56

Visita da administração central a Brumado reforça diálogo com comunidade

Toni Vasconcelos
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

di_brumado

Gestores e comunidade acadêmica debateram encaminhamentos das demandas do Campus XX. Fotos: Tiago Sampaio/ASCOM

A visita de membros da administração central da UNEB ao Campus XX, em Brumado, possibilitou amplo debate de temas que estão na ordem do dia da comunidade acadêmica local.

Entre os assuntos tratados nos dois dias da visita (6 e 7 de maio), está o da nova sede para o Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT) do campus.

O reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, apresentou as três propostas em pauta sobre a nova sede, projeto que objetiva equacionar as limitações de estrutura física do atual campus.

A primeira, de caráter emergencial e de curto prazo, é o aluguel de um espaço de shopping da cidade, com dimensões suficientes para abrigar a unidade universitária. O contrato de locação, já autorizado pela Secretaria estadual da Administração (SAEB), encontra-se em análise pela Procuradoria Jurídica da UNEB, devido a alterações contratuais solicitadas pelo proprietário.

Uma outra alternativa é a cessão, pelo governo do estado, das instalações do extinto Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba) no município, para uso do departamento após obras de reforma e adaptação. A proposta está sendo discutida pela Reitoria e instâncias governamentais. Outra unidade do Derba está sendo pleiteada para sediar o campus de Seabra.

A terceira opção, de maior prazo, é a construção de um novo campus em um terreno a ser doado pela Prefeitura Municipal de Brumado. “A prefeitura está sensível a essa demanda da comunidade acadêmica. Estamos visitando alguns locais cogitados para doação. No começo de junho já está agendada visita da Assessoria Especial da Reitoria e equipe técnica ao município para buscar definir essa questão da nova sede”, contou o professor Marcius Gomes, assessor especial da Reitoria. O orçamento estimado para o projeto da nova sede é de R$ 15 milhões.

corpo1_brumado

Reitor José Bites se reuniu com prefeito Aguiberto Dias e assessores para tratar do novo campus

Regularização do curso de Direito

Um assunto que mobilizou a comunidade acadêmica de Direito do Campus XX foi a regularização do curso, atualmente vinculado ao campus de Camaçari da UNEB.

Ficou acordado no diálogo com a administração central que o Conselho Departamental do DCHT de Brumado vai deliberar sobre o encaminhamento de um documento justificando a autonomia do curso ao Conselho Universitário (CONSU), instância a quem compete a aprovação final do tema.

De acordo com a coordenadora do curso de Direito do Campus XIX (Camaçari), professora Ana Lívia Braga, que participou da visita a Brumado, a regularização vai permitir autonomia de gestão administrativa e acadêmica ao curso do Campus XX.

“Entre as vantagens da desvinculação, está a independência da grade curricular e do projeto pedagógico do curso, que pode ser melhor redimensionado à realidade da região de Brumado. Essas ações também vão favorecer o projeto de reconhecimento do curso pelo Conselho Estadual de Educação (CEE)”, detalha a coordenadora.

Outra demanda dos discentes e docentes de Direito do Campus XX diz respeito à necessidade de um espaço mais adequado para o funcionamento do Núcleo de Práticas Jurídicas do curso.

Entre as alternativas que estão sendo avaliadas está a cessão, pela Prefeitura de Brumado, de sala em um de polo de educação a distância do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) no município. No dia 7, o reitor José Bites se reuniu com o prefeito Aguiberto Dias para tratar desse assunto e do terreno para a nova sede do campus.

Descentralização e interiorização

corpo2_brumado

Equipe central de gestão ouviu as reivindicações e propostas de docentes, técnicos e estudantes do departamento

Vários outros assuntos foram incluídos na intensa agenda da visita ao Campus XX. A pró-reitora de Graduação (PROGRAD), professora Kathia Marise Sales, debateu sobre a proposta da atual gestão de fortalecimentos dos cursos, por meio de iniciativas como a atualização e o redimensionamento curricular, reavaliação das modalidades de acesso à universidade e parcerias com outras instituições de ensino superior (IES).

Também estiveram na pauta das discussões os projetos da UNEB em articulação com a educação básica, a exemplo do PIBID, TOPA, UPT, PNAIC, entre outros, visando ainda o fortalecimento do curso de Letras e outras licenciaturas oferecidas pela universidade.

Mobilidade discente e avanços na assistência estudantil — como a oferta de bolsa-alimentação para todos os estudantes residentes e reorganização da bolsa-residência —, políticas de permanência de professores nos campi do interior do estado e maior interiorização dos cursos de pós-graduação stricto sensu também foram discutidos.

Os gestores apresentaram ainda dados atualizados referentes à atual política de descentralização da gestão em relação aos recursos e procedimentos administrativos. A Reitoria assegurou a continuidade do repasse integral do orçamento para os departamentos e dos investimentos em infraestrutura e na informatização da administração.


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: