POR Ascom/Toni Vasconcelos, 05 mai 2015, 16H38

Governo destaca importância da UNEB na educação pública

Toni Vasconcelos
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

DI_DH_mesa2

Reitor José Bites disse que o programa de educação profissional tem semelhança com o trabalho desenvolvido pela universidade

A importância das universidades estaduais nos esforços para melhoria da educação pública na Bahia foi mais uma vez ressaltada pelo governo do estado.

Durante solenidade de formatura de 2.460 técnicos do programa de educação profissional da Secretaria da Educação (SEC), o governador Rui Costa salientou as parcerias que sua gestão está firmando com as universidades com o objetivo de ampliar as ações de formação de professores e de qualificar o ensino público.

O governador convidou o reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, para participar da mesa do evento, que lotou o Centro de Convenções da Bahia na semana passada.

“Queremos implementar um programa de bolsa-auxílio para os estudantes carentes que ingressarem no ensino superior do estado”, anunciou Rui Costa, antecipando compromisso assumido com o Fórum de Reitores.

Parabenizando os novos técnicos de nível médio, o reitor disse que o programa de educação profissional da SEC tem semelhança com o trabalho desenvolvido pela universidade, em especial na formação de docentes da rede pública em muitos municípios baianos.

“A UNEB está de portas abertas para receber os formandos que desejem realizar a formação superior”, afirmou o reitor.

O professor José Bites também enfatizou a relevância da implantação de uma política consistente de formação profissional no estado, capaz de preparar as pessoas para ingressar com qualidade no mercado de trabalho.

Em dois eventos recentes, o governo do estado ratificou o interesse de contar com o apoio das instituições de ensino superior nas iniciativas institucionais em prol da educação pública: no dia 30 de março, no lançamento do projeto Educar para Transformar – um Pacto pela Educação e, no dia 16 de abril, em reunião entre reitores das IES e secretários estaduais.

DI_DH_publico1

Nessa etapa, foram diplomados 2.460 técnicos; mais de 75 mil alunos compõem a rede de ensino profissionalizante do estado

Universidade oferta duas especializações

Os milhares de técnicos diplomados nessa etapa do programa estadual fizeram cursos em nove Centros Estaduais de Educação Profissional (Ceeps) e em 19 unidades escolares que ofertam educação profissional em Salvador.

A UNEB está contribuindo diretamente nessa ação com a oferta de dois cursos de pós-graduação lato sensu. Em uma parceria entre a Superintendência de Educação Profissional (SUPROF/SEC) e o Departamento de Educação (DEDC) do Campus I da universidade, em Salvador, os cursos de especialização em Metodologia de Ensino para a Educação Profissional e em Gestão da Educação Profissional objetivam a melhoria da qualificação profissional dos professores dos Ceeps e escolas da rede pública de ensino nos 27 territórios de identidade do estado.

Este ano cerca de 14 mil baianos vão receber diploma de curso profissionalizante. Atualmente, mais de 75 mil alunos compõem a rede de ensino profissionalizante da Bahia – a segunda maior rede do país. Nos últimos oito anos, foram diplomados cerca de 44 mil novos técnicos no estado. O programa atende 123 municípios baianos.

As modalidades de cursos profissionalizantes oferecidos são três, com mais de 80 cursos divididos em 12 eixos tecnológicos, como gestão de negócios, tecnologia da informação e recursos naturais.

Na modalidade educação profissionalizante integrada, os alunos já ingressam no início do ensino médio, o qual será todo cursado junto com disciplinas profissionalizantes. A Pro-Sub é a modalidade desenvolvida para jovens que já terminaram o ensino médio e desejam retornar aos estudos fazendo um curso profissionalizante. Já a Proeja é destinado a maiores de 18 anos que abandonaram os estudos e pretendem voltar à sala de aula para concluir o ensino médio com um curso profissionalizante.

*Com informações divulgadas pela ASCOM/SEC. Fotos: Tiago Sampaio/ASCOM


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: