POR Ascom/Toni Vasconcelos, 11 mar 2015, 14H53

Decisão histórica: CONSU aprova representação docente

Toni Vasconcelos
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

DI_DH_mesa2

Mesa de abertura da reunião do Conselho Universitário da UNEB, realizada no Campus XI, em Serrinha.

Foi um CONSU histórico. A avaliação sobre a reunião ordinária do Conselho Universitário da UNEB, ocorrida nos dias 5 e 6 no Campus XI, em Serrinha, partiu da professora Maria Almeida, diretora da Associação dos Docentes (ADUNEB) da instituição.

A professora referia-se, especialmente, à aprovação unânime pelos conselheiros da reformulação do Regimento Interno do CONSU, na qual se introduziu a representação docente no conselho na proporção de 12% do total de seus membros.

“Recentemente, já tínhamos conquistado nossa participação no CONSEPE (Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão). Agora, somos a primeira associação docente das universidades estaduais da Bahia a participar diretamente dos espaços democráticos da gestão universitária”, destacou Maria Almeida.

O reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, louvou a inclusão da representação docente, ampliando a democratização da instância máxima de deliberação da universidade. “Essa decisão da gestão, agora aprovada pelo Conselho Universitário, é um marco na história desta instituição. A representação docente vai qualificar o CONSU“, afirmou.

Nesse mesmo sentido, o reitor apresentou proposta de que as reuniões do CONSU sejam realizadas, alternadamente, nos campi de Salvador e do interior do estado. “É uma forma de fortalecimento dos departamentos do interior e de maior popularização do Conselho Universitário”, disse. A proposta foi aprovada pelos conselheiros, que vão definir em comum acordo um calendário para as próximas reuniões.

corpo_bites1

Reitor José Bites de Carvalho: a representação docente é um marco na história da UNEB e vai qualificar o CONSU

Entre os apoiadores da ideia de levar o CONSU aos campi do interior, está o professor Antenor Gomes, representante da comissão executiva do Fórum dos Diretores da UNEB. “Essa proposta vem valorizar a multicampia e o papel da universidade no desenvolvimento dos territórios de identidade onde estamos”, disse o docente, salientando que o lema do fórum este ano, “A UNEB e o desenvolvimento dos territórios: fortalecimento e inclusão”, coincide com a proposta.

Além do reitor e do representante do Fórum dos Diretores, compuseram a mesa principal do CONSU a vice-reitora da UNEB, Carla Liane, a diretora do Departamento de Educação (DEDC) do Campus XI, Elivânia Alves, e o prefeito de Serrinha, Osni Cardoso, egresso da universidade.

A abertura do encontro contou com a apresentação da Orquestra Filarmônica 30 de Junho, tradicional conjunto musical do município, fundada em 1896.

Na oportunidade, cinco novos conselheiros tomaram posse no CONSU: os docentes Kathia Marise Sales, representando a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), Maria Celeste Castro, representando a Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), William Cristiane Tonini, representante do departamento do Campus XXIV (Xique-Xique), e Ruy D’Oliveira Lima, representante do departamento do Campus XV (Valença), e o técnico administrativo Everton Lima de Oliveira, representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau (SINTEST).

Nova secretaria e bolsas

Relatora do processo, também aprovado pelos conselheiros, que institui o programa de bolsas do Mestrado Profissional Gestão e Tecnologia Aplicada à Educação (GESTEC) da UNEB, a vice-reitora Carla Liane defendeu que a iniciativa vai fomentar a produção acadêmica e contribuir para elevar a pontuação desse programa de pós-graduação da universidade.

São 20 bolsas distribuídas para pesquisadores, mestrado profissional, assistente e estágio pós-doutoral do GESTEC.

A vice-reitora considerou relevante também a aprovação pelo conselho da proposta de instalação da Secretaria Especial de Contabilidade e Finanças (SECONF), com o desmembramento dessas atribuições da Pró-Reitoria de Administração (PROAD). “É mais uma ação em conformidade com o projeto desta gestão de descentralizar e promover maior eficiência e diálogo com os departamentos”, avaliou.

corpo_banda

Orquestra Filarmônica 30 de Junho, fundada em 1896, apresentou os hinos oficiais e outras números musicais

Outros importantes processos foram aprovados pelos conselheiros na reunião de Serrinha, como uma nova regulamentação para afastamento docente (alterou a Resolução CONSU 462/2007), a vinculação dos cursos de graduação na modalidade a distância (EaD), a oferta de bolsa-auxílio permanência para o programa de Licenciatura Intercultural em Educação Escolar Indígena (LICEEI), a reformulação do Bolsa PAC (Programa de Apoio à Capacitação Docente e Técnica), a regulamentação para concessão de bolsa de monitoria nos programas de Graduação e de Extensão e o projeto do curso de pós-graduação lato sensu (especialização) em Linguagem: Aspectos Sociais e Jurídicos, a ser ofertado no Campus XX (Brumado).

Os conselheiros aproveitaram o encontro para avaliar outras pautas de relevância, culminando por aprovarem a renovação do Programa de Apoio às Atividades Didático-Pedagógicas dos Colegiados de Curso (PACC) e do Programa de Apoio às Atividades Técnico-Administrativas de Secretaria dos Colegiados de Curso (PASC).

O CONSU também deliberou pela não doação de terreno da UNEB no Campus I, em Salvador, para a instalação de uma Base Comunitária de Segurança (BCS), uma solicitação da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do governo estadual, por intermédio da Secretaria da Educação (SEC).

O Conselho Universitário decidiu ainda constituir quatro comissões para tratar dos seguintes temas: movimentação docente, o Plano Individual de Trabalho (PIT), a cobrança de taxas em cursos de pós-graduação e em eventos  e os mandatos dos atuais coordenadores de colegiado pro-tempore para o período de 2015–2016.

Durante o encontro, o Departamento de Educação do Campus XI brindou os conselheiros e demais membros da comunidade acadêmica visitantes com duas instigantes exposições fotográficas: “Os Ternos e os Reis“, da historiadora e fotógrafa Lígia Santana, e “Biritinga e Ahi?!“, do fotógrafo e arquiteto Gildenor Carneiro.

Acesse aqui o Boletim #4, distribuído na reunião do CONSU.

Fotos: ASCOM e divulgação


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: