POR Ascom/Wania Dias, 14 out 2014, 10H15

UNEB cria comissão para elaborar proposta de retorno do Bendegó para a Bahia

Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

x

Comissão vai elaborar proposta de retorno e permanência do meteorito Bendegó. Fotos: Cindi Rios/Ascom

A UNEB realizou na última sexta-feira (10) a reunião de instalação da Comissão que irá elaborar a proposta de retorno do meteorito Bendegó ao Estado da Bahia.

A iniciativa tem como objetivo trazer o meteorito de volta para o sertão baiano e criar condições de permanência da pedra no Parque Estadual de Canudos, vinculado a Universidade. O Bendegó é o maior exemplar da coleção brasileira, que, desde 1888, encontra-se em exposição no Museu Nacional Quinta da Boa Vista, vinculado à UFRJ.

Instituída pela Portaria 3.260/2014, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 30 de setembro, a Comissão é formada por todas as instâncias da UNEB: técnicos administrativos, docentes e discentes, além de representantes da sociedade civil, de universidades estaduais e federais baianas e agentes de desenvolvimento regionais e nacionais.

“Essa reunião inicia oficialmente as ações que serão empenhadas para trazer o Bendegó de volta à nossa terra. Temos um grande desafio pela frente”, destacou o professor da UNEB Luiz Paulo Neiva, presidente da Comissão.

A reunião contou com a presenta do comunicador e cineasta Pola Ribeiro e do antropólogo e membro do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), do Ministério da Cultura (MinC), Washington Queiroz.

“O retorno da pedra é um indutor de desenvolvimento e autoestima para o povo sertanejo”, ressaltou Pola Ribeiro.

O encontro contou ainda com a presença dos professores da Universidade Gildeci Leite, Sérgio Guerra, Manoel Neto e Juciana Cerqueira, o técnico administrativo, Gilmar Freire e o estudante Ícaro Rebouças.

Planejamento das ações - Um novo encontro será agendado ainda este mês para criação de um calendário de ações, que prevê a realização de audiências públicas, atividades culturais de sensibilização sobre a temática sertaneja, como oficinas shows aulas e a criação de um site

A Pedra do Bendegó, como o meteorito é chamado pelos sertanejos baianos, foi descoberta em 1784, no município de Uauá, na Bahia, e ocupa hoje a 16º posição entre as maiores massas de ferro-níquel de origem espacial no mundo.


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: