POR Ascom / Danilo Oliveira, 25 set 2014, 21H24

III Feira Nacional de Matemática reúne 156 trabalhos de 13 estados

Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

di_feira_mat

As catarinenses Valeska Stoffel e Sofia Simon chamaram a atenção do público. Fotos: Juliana Cardoso e Cindi Rios/Ascom

A UNEB, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), iniciou na manhã de hoje (25) a programação da III Feira Nacional de Matemática. Expositores de 13 estados se apresentam, até esta sexta-feira (26), em 156 estandes instalados no Museu de Ciência e Tecnologia (MC&T) da Bahia.

Os trabalhos estão sendo apresentados por estudantes, de todas as idades, matriculados na educação básica (educação infantil, ensino fundamental e médio), educação superior, educação especial e professores de Instituições das redes públicas e privadas.

post3_feira_mat

Professores e estudantes de Instituições de ensino públicas e privadas prestigiaram as atividades do evento

Classificadas após aprovação em feiras regional e estadual, as estudantes Sofia Simon e Valeska Stoffel, ainda aos 7 anos, demonstraram desenvoltura com os números durante a apresentação do trabalho “Aprendendo a Matemática com as Flores”.

“Explicamos sobre a variedade das flores, cores, quantidade de pétalas e como devemos cuidar delas. Com os nossos jogos aprendemos e ensinamos sobre contas e sobre a natureza”, explicou Valeska.

Orientadas pela professora Nádia Perochine, da Escola Municipal São Francisco, do município de Luzerna, em Santa Catarina, as discentes do primeiro ano do ensino fundamental trabalham conceitos matemáticos como simetria, medidas de tempo, subtração, multiplicação e divisão.

“A ideia  do tema surgiu de um projeto em nossa escola que nos possibilitou trabalhar transversalmente com temas relacionados à natureza”, destacou a docente.

Nesta quinta-feira (25), o evento nacional foi visitado por estudantes dos ensinos fundamental e médio das redes municipais e estadual da Bahia, que dividiram experiências e assistiram às apresentações dos expositores.

A programação da feira, que segue até esta sexta-feira (26), reserva também encontros, atividades culturais e premiação. Todos os expositores serão premiados com medalhas e troféus. As vinte melhores equipes do Ensino Médio serão laureadas com 40 bolsas de Iniciação Científica Júnior, concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Matemática do cotidiano

Únicos representantes de Manaus no evento, os estudantes Daniel Corrêa e Álvaro Sousa viajaram mais de 2.600 km para participar da III Feira Nacional de Matemática.

post1_feira_mat

Os estudantes Daniel Corrêa e Álvaro Sousa apresentaram trabalho sobre Matemática aplicada ao cotidiano

Acompanhados pelos professores Robson Corrêa, pai de Daniel, e Jeferson Cunha, os jovens são os expositores do estande “Aplicação da equação do segundo grau no dia a dia, conforme o descritor 31”.

De acordo com Álvaro, a proposta do trabalho é tornar o aprendizado da Matemática mais democrático e palpável. “Percebemos que os cálculos estão sempre ao nosso redor e que precisávamos mostrar que até dentro de casa podemos utilizar equações para conhecer melhor os espaços”, ressaltou.

O professor Robson salientou que a apresentação é fruto das ações promovidas durante feira realizada, em abril deste ano, pelo Colégio Militar da Polícia Militar (CMPM) IV, em Manaus, e que a iniciativa fez com que os estudantes se interessassem mais pela área e ajudou a aumentar o rendimento dos discentes na disciplina.

Os expositores destacaram que pretendem se profissionalizar em áreas das Ciências Exatas e ressaltaram que o contato com estudantes do ensino superior, proporcionado pela feira, tem os motivado para continuar a pesquisar soluções matemáticas para o dia a dia.

Educação matemática

O Reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, participou da abertura oficial da Feira Nacional de Matemática e deu boas-vindas aos participantes. O gestor afirmou que é uma honra para a Universidade realizar a primeira edição da iniciativa fora do estado de Santa Catarina e registrou a candidatura da Instituição para a edição de 2016.

O professor Bites salientou ainda a importância de pensar a extensão universitária como “produto a ser socializado” e frisou que iniciativas como esta qualificam o trabalho docente. “Precisamos incluir os eventos acadêmicos na matriz curricular das nossas graduações. Experiências assim trazem novas dimensões para o ensino e o aprendizado e abrem espaços para a articulação  com a educação básica”, afirmou o gestor.

post2_feira_mat

O Reitor da UNEB participou da abertura oficial da feira e registrou a candidatura da Universidade para a realização do evento em 2016

Coordenadora-geral da III Feira Nacional de Matemática, a professora da UNEB Alayde Ferreira ressaltou que as apresentações têm atendido à proposta do evento, proporcionando a desmistificação da área de conhecimento e “mostrando que a Matemática pode ser acessível a todos”.

A docente lembrou que todos os estandes estão sendo avaliados por uma comissão composta por pesquisadores de diversas regiões do país e que os melhores expositores terão seus trabalhos publicados nos anais da edição.

A representante da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), professora Conceição Cruz Longo, frisou que o intercâmbio entre os orientadores, possibilitado pelo evento, tem agregado para a qualificação da formação docente e da educação matemática em todo o país.

O idealizador das Feiras de Matemática no Brasil, professor Vilmar Zermeani, antecipou que em 2015 o evento retorna a Santa Catarina e será realizado entre os dias 22 e 24 de julho, em Jaraguá do Sul.

A abertura da feira contou com a participação da Pró-Reitora de Extensão da UNEB, professora Marta Valéria, do Diretor do Campus VII da Universidade, em Senhor do Bonfim, professor Marcos Fábio, do Reitor do Instituto Federal Catarinense, professor Francisco José Sobral, e das representantes da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de Salvador, senhora Edna Rodrigues, e do Instituto Anísio Teixeira (IAT), senhora Chirlei Costa.

Também estiveram presentes as representantes da Comissão Permanente das Feiras de Matemática, professora Fátima Lago, da PROEX, Ana Virgínia, e da Fundação Regional de Blumenau (FURB), Viviane Clotilde.

A III Feira Nacional de Matemática, gratuita e aberto ao público, é fruto de parceria entre a UNEB, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), através do IAT, e a Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da SEMED. O evento conta com o apoio do CNPq e da SBEM.

Galeria de fotos


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: