POR Ascom/Wania Dias, 22 out 2013, 18H03

Escritor pernambucano vencedor do Prêmio Jabuti abre 4º Elluneb

Sirleia Araújo
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

xx

Evento reuniu pesquisadores, estudantes e docentes para debater a formação do leitor. Fotos: Cindi Rios/Ascom

Congregar professores e pesquisadores que atuam na área da formação do leitor em diversos níveis para refletir sobre a produção e as práticas culturais de leitura, no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão, no cenário das políticas públicas brasileiras.

xxxx

Adriana: "A UNEB sempre protagoniza questões voltadas para a produção de conhecimento"

Esse é o objetivo do 4º Encontro de Leitura e Literatura da UNEB (Elluneb), que teve início na tarde de ontem (21), no Teatro UNEB, Campus I da universidade, em Salvador.

O evento, que reuniu estudantes, professores e escritores, é uma realização conjunta dos programas de pós-graduação em Estudo de Linguagens (PPGEL) e em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) da UNEB, e do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge).

“A UNEB sempre protagoniza questões voltadas para a produção de conhecimento. O Elluneb é uma grande iniciativa que precisa continuar, pois promove importantes discussões sobre leitura e literatura”, destaca a vice-reitora da UNEB, Adriana Marmori.

xx

Verbena: "O interesse de outras universidades e da Capes deu ao Elluneb ganhou dimensão nacional"

Além de Adriana, também participaram da mesa de abertura do evento a pró-reitora de Extensão da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Maria Helena Besnosik, o coordenador do PPGEL, Gilberto Sobral, a coordenadora do curso de letras da Unijorge, Maria Laura Pititinga, que representou a pró-reitora de Educação Presencial da Unijorge, Midian Angélica Garcia, a presidente da Editora da UNEB (EdUNEB), Nadja Nunes, e a coordenadora-geral do evento Verbena Cordeiro.

“A princípio esse evento se restringia apenas na UNEB, mas o interesse de outras universidades pelo encontro e o reconhecimento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fizeram com que o Elluneb ganhasse dimensão nacional”, explicou Verbena.

Reconhecimento nacional

xx

Nadja: "O encontro já é consolidado e permite uma grande troca de experiências"

O primeiro dia do encontro contou também com a participação do escritor pernambucano Marcelino Freire, vencedor do Prêmio Jabuti 2006 com a obra Contos Negreiros. O autor ministrou a conferência de abertura Modos de ler: oralidades, escritas e mídias.

“No Brasil ainda há um grande índice de analfabetismo, encontros como esse além de incentivar o hábito da leitura e divulgar a literatura, também valoriza o trabalho do escritor, isso é muito gratificante”, destacou Marcelino.

Maria Helena parabenizou a iniciativa e destacou o seu crescimento desde a primeira edição. “Esse é mais um espaço para fortalecer a discussão no campo da leitura, é uma alegria poder participar e ver a evolução desta iniciativa”, disse a pró-reitora da Uefs.

xxx

Maria Helena: "Mais um importante espaço para fortalecer a discussão no campo da leitura"

Segundo Nadja, o encontro já é consolidado e agrega pesquisadores da universidade e de outras instituições, o que permite uma grande troca de experiências.

“A editora fica honrada em participar de um evento de discussão sobre a importância do livro. É mais um espaço de reunir autores, uma oportunidade de surgir novas idéias e até mesmo propostas de novos livros”, enfatizou a diretora da EdUNEB.

O evento segue com programação até esta quinta-feira (24), destaque para a realização dos concursos literários: Prêmio Paulo Freire, que é dedicado a relatos inovadores de leituras, e  Prêmio Vinícius de Moraes, voltado para poesia.

Informações: www.elluneb.uneb.br.

Galeria de fotos



Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: