POR Ascom/Wania Dias, 29 ago 2013, 16H47

EdUNEB lança títulos em bienal internacional do livro no Rio de Janeiro

Cristina di Paula
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação


Jorge Amado – da ancestralidade à representação dos orixás; e Revelações literárias – contos, crônicas e poemas. Esses são os livros que a Editora da UNEB (EdUNEB) lançará na XVI Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, no dia 31 de agosto, no Riocentro.

Detalhe da capa do livro

Detalhe da capa do livro

O evento, um dos maiores eventos literários do Brasil, que completa em 2013 30 anos, tem início hoje (29) e segue até o dia 8 de setembro. A EdUNEB está participando do evento a pedido da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu).

A diretora da EdUNEB, Nadja Nunes, estará presente no lançamento dos livros e na solenidade de posse da nova diretoria da Abeu amanhã (30).

“É uma oportunidade de discutir novidades no campo da transferência de conhecimento”, destaca a diretora.

Para o professor da UNEB e autor do volume Jorge Amado-da ancestralidade à apresentação dos orixás, Gildeci Leite, esta iniciativa é extraordinária, pois significa que tanto a universidade quanto a Abeu reconhecem a importância dos estudos Amadianos para a cultura brasileira.

“A obra ajuda a entender a relação de Amado com a mitologia afro-brasileira e diversos arquétipos da cultura negra do Brasil, imbuídos de um olhar mais negro”, destaca Gildeci.

Já o titulo Revelações literárias, organizado pelo professor da UNEB Ricardo Tupiniquim Ramos e escrito por aproximadamente 35 estudantes, reúne 41 textos e é resultado de um concurso literário que tem por objetivo incentivar a escrita artística e a leitura integrante.

“O lançamento do livro na Bienal do Rio ajuda a divulgar novos talentos e nos deixa muito felizes”, revela Ricardo.

Homenagem à Alemanha

Detalhe da capa do livro

Detalhe da capa do livro

Este ano a Bienal fará uma homenagem à Alemanha, que receberá ainda a presença de uma delegação com 11 autores alemães, além da exposição multimídia ‘Alemanha de A a Z’, com as 26 letras esculpidas do alfabeto alemão, sendo que quatro delas em 3D, vão oferecer aos visitantes uma perspectiva bem-humorada do país – de “Alltag” (cotidiano) a “Zukunft” (futuro).

A programação do evento reserva ainda palestras com Karin Plötz, Diretora na LitCam, José Castilho Marques Neto, Presidente da Abeu, Bruno Valente, Diretor de Novas Mídias da Punch! e Sonia Jardim, Presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros e Vice-Presidente do Grupo Editorial Record.

O tributo ocorre em sintonia com a Feira de Frankfurt, que este ano homenageia o Brasil, a presença alemã na Bienal tem como objetivo intensificar o intercâmbio entre as duas nações, enriquecendo o encontro por meio de uma ampla oferta de atividades artísticas e literárias.

A expectativa dos organizadores é que ao longo dos 11 dias, cerca de 600 mil pessoas visitem a bienal.

Na última edição, em 2011, foram lançados mais de mil títulos e vendidos quase três milhões de exemplares – adquiridos por 76% dos visitantes, uma média de 5,5 livros por pessoa.

Informações: Eduneb – tel.  (71) 3117-5342.

Imagem (home): Divulgação


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: