POR Ascom/Wania Dias, 17 jul 2013, 15H21

Regimento único para Núcleos de Pesquisa e Extensão é tema de encontro

Vicente Andrade
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

di

Participaram do evento 19 coordenadores de Núcleos de Pesquisa e Extensão de vários campi. Fotos: Divulgação

Com o objetivo de definir a unificação do regimento dos Núcleos de Pesquisa e Extensão da UNEB foi realizado ontem (16) o V Encontro de Coordenadores de Nupes, no Hotel Vila Mar, no bairro de Amaralina, em Salvador.

A iniciativa, promovida pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex), contou com a presença de 19 coordenadores de Nupes.

“Esta edição do encontro concretiza as propostas e questões levantadas pelos coordenadores de núcleos nos eventos anteriores. É um momento de consolidação do papel acadêmico e da gestão participativa”, destacou a pró-reitora de Extensão (Proex), Manuela Barreto, que coordenou o encontro.

Para reformular as diretrizes dos Nupes, foi abordado durante a reunião o Regimento Interno da UNEB e dos departamentos.

corpo1

Josevandro Soares: "Mapeamos as necessidades de cada núcleo e alinhamos os trabalhos"

“Após a formulação do regimento único para os Nupes, os diretores dos 29 departamentos vão analisar o documento para que em seguida seja enviada a proposta para a aprovação do Conselho Universitário (Consu)”, explicou Reginaldo Cerqueira, gerente de Extensão (Geex) da Proex.

Metodologia participativa

A vice-reitora da UNEB, Adriana Marmori, participou do almoço de confraternização com os coordenadores dos Nupes e destacou as peculiaridades do evento.

“A cada encontro conseguimos, por meio de uma metodologia participativa, um avanço significativo nas ações extensionistas. É um momento ímpar para pensarmos coletivamente a nossa universidade e o nosso papel dentro dela”, destacou Adriana.

Para o coordenador do Nupe do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT) do Campus XVII da UNEB, em Bom Jesus da Lapa, Josevandro Soares, o encontro foi muito produtivo.

“Mapeamos as necessidades de cada núcleo e alinhamos os trabalhos. Tudo isso vai permitir que as atividades sejam desenvolvidas de forma integrada e coletiva”, pontuou Josevandro.


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: