POR Ascom/Toni Vasconcelos, 24 nov 2011, 18H28

Singularidades e resistência da fotografia marcam 3° dia do colóquio

Danilo Oliveira
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação


di

Membro da Retina, Joaquim Viana (Ufba) falou sobre fotografia e deposições. Fotos: Anderson Freire/Ascom

Fotografia e deposições: singularidades e resistência. Esse foi o tema da palestra proferida na tarde de ontem (23) pelo pesquisador Joaquim Viana, durante o terceiro dia do VIII Colóquio Internacional Franco-Brasileiro de Estética.

O evento, uma iniciativa do grupo internacional Recherches Esthétiques & Théorétiques sur les Images Nouvelles & Anciennes (Retina), está sendo organizado pelo Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR) da UNEB. A programação se estende até esta sexta-feira (25), no auditório do centro.

anthonyyyyyyy

Anthony Richard: trocas sobre o modo de pensar

“Proponho que a partir de fotos como as do fotógrafo alemão Michael Wolf em sua passagem por Tóquio, possamos instigar um regime de denúncia e contestação que vai além da imagem estática. Constituindo micropolíticas emancipatórias de resistência”, explicou Joaquim, que é professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e membro do Retina.

O docente deu início às apresentações da tarde, que contou ainda com debates acerca de temas como a contraposição entre o amorfo e a forma e a quebra de dogmas em representações imagéticas.

“Esse colóquio se estabelece como uma oportunidade para que estudiosos de diversas áreas, em todo o mundo, possam dialogar e promover trocas sobre o modo de pensar, idealizar e executar a fotografia e as artes”, destaca o discente Anthony Richard, do bacharelado interdisciplinar em artes da Ufba.

leliana_33333333

Evento tem a coordenação de Leliana Santos

Segundo o estudante, o interessante é que durante o evento se presenciaram os choques, as contraposições e os conflitos de ideias: “A calma pode ser perturbadora, portanto é importante que todos entrem em discordância e ampliem seus horizontes”.

A apresentação, coordenada pela gerente da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UNEB, Carla Liane, foi prestigiada pelo filósofo francês François Soulages, pelo presidente do Retina no Brasil, Alberto Olivieri, pela coordenadora do colóquio, Leliana Santos, além de estudiosos brasileiros e estrangeiros da área.

O visível e a percepção

A mesa-redonda O visual, o visível e a visão, finalizou a programação do dia. A atividade contou com a participação dos professores Monclar Valverde, da Ufba, Alan Sampaio, da UNEB, e Renata Pitombo, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb), que integram grupo de pesquisa sobre estética e existência (Ufba).

corpo_1111111

Monclar Valverde debateu recepção da imagem

Monclar apresentou o tema Percepção do mundo e recepção da imagem. Alan discursou sobre Pintura e enquadramento fotográfico e Renata expôs seu olhar sobre Moda, aparência e representação.

“A presença humana não pode ser entendida pelo mesmo processo de apropriação das diversas representações e interpretações de uma imagem. Precisamos perceber que a percepção difere da representação”, destacou Monclar.

A mesa foi mediada pelo pesquisador Ricardo Biriba, professor da Faculdade de Belas Artes da Ufba e que faz parte da equipe de coordenação do evento.

Para a artista alagoana Karla Melanias, a aproximação entre os profissionais das artes e os acadêmicos “é fundamental, porque só assim podemos abrir diálogo entre diversas formas de fazer e refletir sobre as representações”.

Intercâmbio franco-brasileiro

karla

Karla Melanias: refletir sobre as representações

Nos dois últimos dias de colóquio, que nesta edição traz o tema Estética da fotografia, a programação prevê a realização de mesas-redondas, workshops e videoconferências, que vão tratar de temas como a pesquisa e o desenvolvimento regional, e imagem, etnia e multirreferencialidade.

Destaque para as participações dos pesquisadores François Soulages e Yêda Pessoa de Castro (UNEB), além de Anna Szigethy (Hungria), Anne-Lise Large (Estados Unidos) e Eric Bonnet (França).

A realização do VIII Colóquio Internacional Franco-Brasileiro de Estética tem a parceria da Université Paris 8 (França), da Ufba e da Faculdade Ruy Barbosa.

A UNEB sediou também a segunda edição do evento, que tratou sobre o tema Imagem e interdisciplinaridade.

Galeria de fotos


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: