POR Ascom/Toni Vasconcelos, 07 out 2011, 18H28

Fórum da Abruem: autonomia universitária marca 2º dia do evento

Henrique Soares
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação


Adriana Marmori mediou discussões sobre tema autonomia universitária e financeira, apresentado por Júlio Cezar Durigan

Adriana Marmori mediou debate sobre autonomia das IES estaduais. Fotos: Toni Vasconcelos/Ascom

Autonomia universitária. Esse foi o tema que norteou os debates da tarde de ontem (6), no segundo dia do 49° Fórum Nacional de Reitores da Abruem.

O evento, realizado pela Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais, em parceria com a UNEB, e as estaduais de Santa Cruz (Uesc), de Feira de Santana (Uefs) e do Sudoeste da Bahia (Uesb), continua com programação até este sábado (8), no Catussaba Resort Hotel, em Salvador.

“Uma universidade é autônoma quando incorpora a si, expectativas ou pressões do estado e da sociedade, sem ser tolhidas por elas. E sim, sabendo se valer dessas demandas para se afirmar como instituição”, defendeu Júlio Cezar Durigan, reitor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), durante apresentação da palestra Autonomia universitária e financeira das instituições de ensino superior (IES).

Durigan lembrou que antes da autonomia prevista na constituição de 1988 – que garante autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial às universidades – os recursos eram utilizados com displicência.

Pró-Reitor Marcelo Ávila (PGDP)

Marcelo Ávila: novidades na gestão de pessoas

“Após a autonomia, houve mais responsabilidade com os recursos, descentralização das decisões e a gestão se tornou mais eficiente. Ter autonomia não significa desobediência à lei. O que as instituições perseguem é a autonomia orçamentária e na administração das carreiras”, explicou o reitor da Unesp.

O debate sobre o tema abordado na palestra foi mediado pela vice-reitora da UNEB, Adriana Marmori, que representou o reitor da universidade, Lourisvaldo Valentim, nas discussões (o reitor se encontrava gripado).

“A luta pela autonomia plena é incessante em nossas quatro instituições estaduais, apesar das universidades já gozarem, pela Constituição, da autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial. No entanto, estamos em discussões com o governo do estado para que, já em 2012, possamos conseguir nossa autonomia plena”, destacou Adriana, que também responde pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex).

Pautado por essa autonomia universitária e a necessidade de qualificar a gestão na UNEB, o pró-reitor de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PGDP), Marcelo Ávila, sinalizou que a instituição vai adotar novidades para o setor de recursos humanos da universidade.

“Uma das ações que queremos implementar é a digitalização de prontuários e a utilização de processos eletrônicos, o que nos levará a uma maior economia e agilidade na tramitação dos documentos”, adiantou Marcelo.

Dossiê de EaD para MEC

Silvar Ribeiro, coordenador de EaD da UNEB

Silvar Ribeiro quer apoio do Ministério da Educação

As discussões da tarde desta quinta-feira (6) também giraram em torno dos temas educação a distância (EaD) e graduação, com apresentação das câmaras de apoio técnico para as áreas.

O coordenador de educação a distância da UNEB, Silvar Ribeiro, participou do debate da câmera sobre EaD, que foi presidida pelo professor Sebastião Iberes, reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

“Vamos apresentar um dossiê ao Ministério da Educação sobre as demandas para a EaD das universidades estaduais e municipais. A intenção é estreitar a relação com o MEC e qualificar os cursos dessa modalidade de ensino”, pontuou Silvar.

Após reunião com entre as IES filiadas à Abruem e o MEC, realizada em agosto, foram formadas câmaras de apoio técnico para avaliar as ações desenvolvidas pelas instituições de ensino superior nas áreas de graduação e pós-graduação, extensão, EaD e internacionalização, e sobre hospitais de ensino.

Inovação tecnológica e o Sistema Nacional do Ensino Superior estão entre os assuntos que serão abordados durante esta sexta-feira (7).

Mais de 100 gestores universitários participam, até o dia 8 de outubro, de extensa programação durante o fórum. O tema central dos debates é a Qualidade da gestão acadêmica nas IES estaduais e municipais.

Além de Valentim, Adriana e Marcelo Ávila, também prestigiaram o evento, pela UNEB, os pró-reitores de Planejamento (Proplan), Luiz Paulo Neiva, e de Graduação (Prograd), José Bites.

Galeria de fotos



Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: