POR Ascom/Toni Vasconcelos, 26 set 2011, 17H21

Capitães da areia: diretora e elenco do filme vêm para debate no Teatro UNEB

Victor Seabra
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação


O universo do filme Capitães da areia – adaptação do romance de Jorge Amado, publicado em 1937, e que tem lançamento nacional previsto para o dia 14 de outubro – será tema de debate que acontece nesta quarta-feira (28), no Campus I da UNEB, em Salvador.

Organizado pelas estudantes do curso de relações públicas do campus Daniela Capistrano e Luana Assunção, o evento acontece às 17h, no Teatro UNEB. A entrada é franqueada ao público externo.

“O encontro consiste em um bate-papo em que vamos discutir a construção da linguagem cinematográfica e a semiologia presente no filme”, explica Luana, que também é produtora e repórter da WebTV.UNEB, vinculada à Assessoria de Comunicação (Ascom) da universidade. 

O debate contará com a presença da diretora do longa-metragem, Cecília Amado, neta do escritor, dos atores Elielson da Conceição (que faz o personagem João Grande), Israel Gouveia (Sem-Pernas) e Robério Lima (Professor), e da professora da UNEB Lícia Soares, pesquisadora das obras de Jorge Amado e de adaptações literárias para o cinema.

“A história dos capitães da areia é muito próxima da história dos meninos que estão nas ruas e nas comunidades nos dias de hoje. Pouquíssima coisa mudou na essência desse problema”, conta Cecília Amado, em entrevista publicada no pressbook de divulgação do filme.

A programação do evento conta ainda com a exibição do trailer e do making of da película, além da apresentação cultural da banda Confraria Giramundo, formada por estudantes da universidade.

O bate-papo no Teatro UNEB e o lançamento do filme Capitães da areia integram as atividades em comemoração ao centenário de Jorge Amado, a ser festejado no dia 10 de agosto de 2012.

Capitães da areia

O filme conta a história de um grupo de jovens que, abandonados por suas famílias, são obrigados a lutar para sobreviver nas ruas de Salvador da década de 1930. Juntos, vivem incríveis aventuras nas ruas e becos da cidade, planejando desde pequenos furtos até golpes mais sofisticados, como assaltos a ricas mansões.

No entanto, uma epidemia de varíola invade a cidade e alcança o bando. Os capitães da areia se deparam com o conflito da morte. Enquanto isso, nos bairros populares, a epidemia destroi famílias, fazendo novos órfãos.

Desde 1937, a obra literária se tornou um best-seller, com mais de cinco milhões de exemplares vendidos, sendo 600 mil só nos últimos dois anos. Hoje é leitura obrigatória nas escolas de ensino médio em todo país, em vestibulares e cursos universitários.

Informações: e-mail lua_assuncao@yahoo.com.br.

Foto (home): Divulgação


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: