POR Ascom/Toni Vasconcelos, 08 nov 2010, 16H07

Elluneb: conferência sobre leituras e linguagens dá início a encontro

Iza Florentino
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

 

DI_abertura

3º Encontro de Leitura e Literatura está sendo realizado em Salvador. Fotos: Anderson Freire/Ascom

Leituras e linguagens na contemporaneidade. Esse foi o tema da conferência proferida pela docente Marisa Lajolo (foto home), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que deu início ao 3º Encontro de Leitura e Literatura (Elluneb) na manhã desta segunda-feira, dia 8 de novembro, no Teatro UNEB, Campus I, em Salvador.

Pesquisadora da área de história da leitura no Brasil e autora de 17 livros, Lajolo apresentou algumas propostas para incentivar a leitura no país.

“A mídia tem um poder muito grande no imaginário social e é preciso usar esse poder em favor da leitura. Além disso, se queremos ser bons leitores, precisamos resgatar a literatura dos tempos dos nossos pais e avós”, defendeu a professora, enfantizando a importância dos autores lidos em décadas passadas.

2verbena

Verbena Cordeiro: articular graduações e pós

A conferencista apresentou também uma cronologia com os principais eventos que marcaram o reconhecimento da literatura no Brasil.

Para regionalizar o tema, Lajolo abordou o conteúdo de documentos oficiais do ano de 1811 que tratam do uso da tipografia na Bahia, fruto de uma pesquisa que a professora realizou especialmente para o Elluneb.

Destaques da programação do encontro, o Prêmio Paulo Freire e o Prêmio Henfil foram iniciativas elogiadas pela docente paulista: “É uma ideia excelente e inovadora, pois incentiva a produção da literatura, que deve ser não só discutida, mas principalmente produzida e apresentada”.

Organizado conjuntamente entre os programas de pós-graduação em Estudo de Linguagens (PPGEL) e em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) e o Sistema de Bibliotecas (Sisb) da UNEB, o encontro reúne em sua programação especialistas do país em leitura e literatura. Até a próxima quarta-feira (10), acontecem ainda mesas-redondas, apresentação de trabalhos, lançamento de livros e oficinas.

Déficit de leitura

A abertura do Elluneb contou ainda com a apresentação da Companhia Subversiva de Dizedores de Versos, que apresentou poemas de escritores como Ferreira Gullar, Álvaro de Campos e José Régio.

1escritores

Mesa-redonda reuniu escritores paulista e baiano

“Esse encontro objetiva integrar e articular os cursos de graduação e pós-graduação de nossa universidade, com o intuito de fortalecer, no campo da leitura, literatura e educação, as relações entre o ensino, a pesquisa e a extensão”, pontuou a professora da UNEB Verbena Cordeiro, presidente do evento.

Representando o pró-reitor de Graduação (Prograd), José Bites, a professora Dayse Lago parabenizou a organização do encontro por reunir especialistas renomados do país.

“É um privilégio para a UNEB contar com professores e pesquisadores que são referências em suas áreas e influenciam na formação de tantos docentes. O Elluneb é fruto da determinação e ousadia da professora Verbena”, enfatizou Dayse.

O primeiro dia de atividades contou também com a mesa-redonda Diálogo com escritores, da qual participaram Antônio Torres e Luiz Alberto Mendes.

3publico

Público prestigiou as atividades no Teatro UNEB

“Hoje há uma consciência nacional do déficit de leitura no país. Ver a UNEB ter esse tipo de iniciativa me deixa muito feliz, já que se trata de uma universidade que forma tantos docentes”, disse Antônio Torres, romancista baiano com 11 livros publicados.

Ex-presidiário, Luiz Alberto comentou sobre seu livro Memórias de um sobrevivente, em que relata os 20 anos que passou detido e conta como a literatura foi um divisor de águas em sua vida.

“Comecei a escrever em uma tentativa de me conhecer, era uma espécie de autoanálise. A literatura me fez entender muitas coisas e foi fundamental na minha regeneração”, pontuou Luiz Alberto.

Também participaram das atividades a professora Márcia Rios, coordenadora do PPGEL, o professor Antônio Nascimento, vice-coordenador do PPGEduC, e as diretoras do Sisb, Maria do Socorro Campos, e da Editora UNEB (Eduneb), Nadja Nunes.

Estiveram presentes ainda o diretor do Instituto de Ciência e Informação (ICI) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Rubens Ribeiro, e a pró-reitora de Extensão do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), Midian Garcia.

Reportagens da WebTV.UNEB

[yt:thumb]nr9oGa88rkE[/yt:thumb]

[yt:thumb]NkE15HEHRBk[/yt:thumb]

Galeria de fotos

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: