POR Ascom/Toni Vasconcelos, 24 ago 2010, 15H30

Professor lança livro com passagens inéditas da vida de Dorival Caymmi

Mariana Gáspari
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação


Acontece que eu sou baiano: identidade e memória cultural no cancioneiro de Dorival Caymmi. Esse é o título do livro lançado pelo professor da UNEB Marielson Carvalho, no último dia 13 de agosto, na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.
 

capa_caymmi_200x300

Reprodução da capa do livro

No próximo dia 10, o autor lança a obra em Salvador, na galeria do livro do Espaço Unibanco, localizado na Praça Castro Alves, centro antigo da capital.

O livro é resultado de pesquisa realizada por Marielson e financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), na qual o autor revisa os mitos da baianidade estabelecidos nas músicas do compositor baiano Dorival Caymmi, morto aos 94 anos, em agosto de 2008.

“A proposta do livro é refletir sobre as músicas de Dorival, desconstruindo a ideia de que o baiano é preguiçoso, não trabalha e faz festa o ano inteiro”, observa o autor, pontuando que a obra traz fatos e passagens inéditas da vida de Caymmi.

A publicação, que tem selo da Editora UNEB (Eduneb), foi produzida a partir de estudos baseados em dez músicas do compositor, como Dois de fevereiro, Lá vem a baiana, A preta do acarajé, Vatapá e Afoxé.

A primeira edição, já esgotada, teve tiragem de 300 exemplares. O livro poderá ser adquirido ao preço de R$ 20. Exemplares estão disponíveis nas 29 bibliotecas da universidade para consulta.

Informações: marielcarvalho@gmail.com.

Foto (home): arquivo pessoal do professor Marielson Carvalho


Notícias relacionadas



Envie uma mensagem: